segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Emagrecer não é e nem deve ser penoso

Geralmente, quem quer ou precisa emagrecer nutre expectativas baseadas em crenças irreais que deverão ser mudadas se quiser efectivamente ter sucesso na modificação de comportamento alimentar.
Uma das crenças é a da necessidade da dieta: "quem quer emagrecer tem de passar fome", "fechar a boca". "Nos campo de concentração não há ninguém gordo" e outras, que chamam a atenção para o carácter punitivo da restrição alimentar. Se não doer... não emagrece!
Para estas pessoas as dietas são algo que funciona na base do tudo ou nada. Ou se faz ou não se faz! E se fazer é passar fome... uma dieta variada e saborosa é sinonimo de não fazer.
Quando alguém vai começar uma dieta, habitualmente numa segunda feira, há todo um ritual de despedida! Comporta-se como que estivesse a ir para o corredor da morte, e espera que lhe perguntem: o que quer comer para se despedir?  Para muitos emagrecer é e tem de ser penoso e punitivo!
É fundamental que se inclua o prazer no novo estilo de vida que deverá desenvolver. Prazer não é pecado! E a comida tem de ser um prazer mas não o único prazer!Um plano alimentar equilibrado e personalizado é aliado da perda da massa gorda mas não da fome.

Sem comentários:

Ocorreu um erro neste dispositivo