quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Na cozinha


  • Se um guisado/estufado ficou demasiado gorduroso, juntam-se duas folhas de alface e deixa-se aquecer durante dois minutos; ao retirar as folhas de alface, a gordura excedente adere às folhas.
  • Se um guisado/estufado/arroz ficou demasiado salgado, junta-se-lhe uma rodela de batata e deixa-se cozinhar. A batata absorve o excesso de sal.

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Gravidez

"Olá, Dra. Estou grávida do meu primeiro filho, e tenho bastantes dúvidas.
Preciso fazer alguma alimentação especial? Comer a dobrar? Oiço muitas coisas e não o que fazer."






A alimentação de uma mulher grávida não precisa ser especial, deve ser como para todas as pessoas: equilibrada e variada. O corpo da grávida sofre alterações de modo a assegurar a vitalidade do feto. O plano alimentar tem de cobrir as necessidades de ambos, bem como preparar duas o parto e a amamentação. O ideal é a grávida ganhar entre 9 e 12 quilos. Para tal é preciso um pequeno suplemento de energia mas só a partir do segundo trimestre. Em geral, bastam cerca de 300 calorias a mais por dia, o que corresponde, por exemplo, a um copo de leite e um pão com manteiga. Nalguns casos, as recomendações podem ser diferentes, por exemplo, devido ao peso da mãe antes da gravidez. Por isso, este aspecto é vigiado pelo médico e nutricionista durante a gestação.

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Açúcares escondidos


Muitas vezes as pessoas ingerem alimentos com açúcares "escondidos" só porque não sabem identificá-los nas tabelas de composição nutricional.
Qualquer ingrediente que termine em "ose" é um açúcar. Os mais frequentes são a sacarose, a glicose, a frutose e a galactose. Muitas vezes estes açúcares surgem sob a forma de xaropes.

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Compras Verdes


Quando se opta por comprar fruta e legumes da época estamos a reduzir o consumo de energia necessária para fazer crescer e transportar os alimentos que se consome (e as emissões de CO2 associadas) mas também a apoiar a economia local. Ao comprar alimentos próprios da estação do ano em que se encontra, poupa dinheiro e obtém o melhor de cada legume ou fruta a nível nutricional e de sabor. O perfeito seria comprar só produtos provenientes de Portugal e de origem biológica. Como isso é quase impossível, já estará a ajudar o planeta se optar por produtos europeus.

domingo, 26 de agosto de 2012

Gelado de meloa

As férias estão a terminar mas o Verão ainda está cá para nos animar.
Prepare uns gelados de fruta deliciosos, muito fáceis de fazer, para refrescar este dia quente.



Gelado de meloa
240 ml água
 55 g açúcar light (ou equivalente em adoçante)
1 meloa
1 colher de sopa sumo de limão
uma pitada de sal

.

Coloque a água em uma panela com o açúcar, e cozinhe em fogo médio-alto até que comece a ferver e o açúcar fique dissolvido. Deixe arrefecer à temperatura ambiente.

Corte a meloa em pedaços e coloque no liquidificador com a calda de açúcar, o limão e o sal. Triture bem até obter uma massa lisa e livre de grumos.

Em seguida, adicione a mistura aos moldes, coloque o pauzinho e coloque-os no congelador 5 horas, no mínimo.

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Em frente, caranguejo


Do caranguejo diz-se que anda para trás, quando na realidade se desloca para os lados. Ou que é um signo do Zodíaco. Mais relevante: tendemos a esquecer que é um dos alimentos mais nutritivos que podemos extrair dos mares. Destaque-se a Vitamina B12 que encerra debaixo da sua carapaça, assim como doses consideráveis de zinco, importante para o nosso sistema imunitário. Acresce um baixo teor de gordura e calorias. O caranguejo é também uma óptima fonte de crómio, magnésio, potássio e riboflavina, que ajuda o nosso corpo a manter os níveis ideais de bom colesterol e de glicose no sangue. Este fruto do mar é recomendável a indivíduos com problemas do coração ou diabéticos.
Quem disse que o caranguejo anda para trás?

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Cozinhar está na moda





Existem boas razões para se aventurar na cozinha. É mais barato, mais saudável e um excelente anti-stresse. E está na moda! Dizer que não se sabe fazer nada está out.
Com um pouco de interesse, um bocadinho de vontade e curiosidade q.b. pode deixar de dizer: eu não sei fazer. Existem imensos livros e os sites de receitas. Depois há os cursos e workshops, do mais básico ao mais sofisticado, um pouco por todo o país, onde pode aprender com quem sabe.
E há quem diga que é na cozinha que surgem as melhores conversas.

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Homem que é homem... deve cuidar de si

Recebi um e-mail de uma leitora que passo a transcrever em parte:


"...O seu blogue já está nos meus favoritos. Parabéns! Está muito interessante e é muito útil.

No entanto, há um pequeno reparo: porque te diriges apenas ao mundo feminino?
Olhe que os homens também precisam destes conselhos!..."    N.R
              

N., tem toda a razão, alguns dos textos parecem ser só a pensar nas mulheres!
Deveria falar para os dois géneros pois por exigência da sociedade, pela preservação da saúde ou por pura vaidade, é cada vez maior o número de homens que cuidam de si.
Ginásio, consulta com nutricionista, consulta com dermatologista… Agenda de mulher? Não necessariamente. Cada vez mais os homens, sem preconceitos, preocupados com a aparência, incluem na sua rotina actividades que há pouco tempo eram consideradas femininas.

Principalmente a partir dos 30 anos de idade, quando passa a ter outra perspectiva de vida e abandona a insegurança do "o que os outros vão pensar?", o homem vê a preocupação com a aparência com outros olhos.
Ginástica e reeducação alimentar fazem parte da vida desses homens que se querem belos e saudáveis. Não têm escapatória: o certo, é mesmo aliar à rotina de exercícios um plano alimentar saudável. As horas gastas no ginásio ou com um desporto são inúteis se a dieta não for equilibrada. Tendo os homens uma vantagem quando decidem emagrecer, geralmente são mais disciplinados que as mulheres, seguindo as recomendações e não atacam os doces quando ficam ansiosos.
Afinal, a preocupação com o corpo, não é apenas coisas de mulheres, e até a sociedade portuguesa parece estar a mudar.
É caso para dizer: homem que é homem não chora, mas faz dieta saudável!


Todas e todos são bem-vindos ao Blog da Alimentação Saudável!

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Férias na Linha III


Se optar por almoçar sandes, escolha pão escuro e aposte nos vegetais.
Alface, tomate, rodelas de pepino, rúcula e agriões são o acompanhamento ideal para queijo magro, fiambre de peru, ovo cozido ou atum (embalado em água), alimentos que não colocam a linha em risco.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Um dia de folga

Será possível emagrecer sem abdicar de bolos, batatas fritas, vinho e chocolates? Há quem defenda que sim. Com seis dias de controlo e 24 horas de prazer.
Será que o método de comer tudo apenas num dia por semana faz ou não sentido?

Se pensarmos na hormona leptina, que regula o apetite, há uma razão científica para que a dieta do dia de folga resulte mesmo. Ao fim de cinco dias de uma dieta de calorias controladas, o nosso corpo começa a suprimir a produção de leptina. Assim, o metabolismo fica mais lento dificultando o emagrecimento. Ao se introduzir no plano alimentar um dia em que se pode comer de tudo, garante-se que os níveis da hormona permaneçam altos, o que facilita a perda de peso. Os defensores deste plano, como os de todos os outros, defendem a prática de exercício físico.
Em termos psicológicos, esta dieta também tem vantagens: por muito que custe seguir o plano alimentar sabe-se que haverá um dia “normal”. Em regimes mais prolongados, pode ser fundamental para não haver desistências. Se olharmos à nossa volta, percebemos que, no fundo, esta é a dieta não oficial de muitas mulheres.
É uma excelente forma de conseguir fazer uma alimentação saudável durante quase toda a semana, mas que deixa espaço para aqueles indispensáveis pecados sem os quais se torna mais difícil viver. Ao ser mais permissiva, esta dieta evita obsessões com aquilo que não se pode ter, evitando também sentimentos de culpa que podem deitar tudo a perder. Mas como os excessos estão contidos num só dia, não ameaçam a perda de peso que acontece nos outros seis dias.
Quem segue a dieta diz que quando chega o dia da batota, como sabem que têm o dia inteiro para comer o que quiserem, não sentem necessidade de se empanturrar, e ao comer lentamente para saborear cada garfada do alimento desejado, acabam por comer menos. Referem também que no dia seguinte o organismo “pede” comida saudável, voltando para a dieta sem nenhum problema.

Embora tudo seja possível, será melhor seguir certos conselhos:
· Comprar apenas o que se vai comer nesse dia. Não será agradável ter os alimentos favoritos em casa e não lhes poder tocar nos outros seis dias.
· Se no dia de folga fizer as refeições em casa, congelar ou dar a alguém a comida que sobrar.
· Pode se comer o que quiser, mas é necessário impor limites: 4 embalagens de Haagen-DAz e dois litros de Coca-cola estão fora de questão.

domingo, 19 de agosto de 2012

Salada de Verão




A pensar no almoço? Apaixone-se, mais uma vez, pelos alimentos do Verão.
Espero que gostem desta receita deliciosa, que eu recomendo. 


Salada de laranja com  vinagrete

4 laranjas
4 laranjas de "sangue"
8 rabanetes
1 abacate
70 g. queijo feta magro
60 g. agrião ou rúcula
30 g. pistaches

Para o vinagrete

1 cebola
1 colher de sopa de vinagre de vinho
2 colheres de sopa de azeite
1 colher de sopa de salsa picada
1/2 colher de chá de cominhos
sal
pimenta

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Prato anti-ressaca


Abusou no consumo de álcool?
Acabar com a ressaca não vai salvar o fígado dos males do álcool, mas também não precisa morrer de dores de cabeça.
Eis as suas armas:
Laranja
O sumo fornece vitamina C e frutose, que ajudam o fígado a digerir o álcool

Iogurte com banana
A dupla garante vitamina B5 (os seus níveis baixam com o excesso de álcool) e B6, que diminui a ressaca.

Omelete
O ovo é fonte de cisteína. Esta proteína combate uma substância tóxica (acetaldeído), que é produzida no processamento do álcool pelo fígado.

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Mitos: misturar alimentos


Não misturar alimentos não ajuda a perder peso, ao contrário do que afirmam as dietas "malucas" da moda. Cada alimento tem o seu valor calórico e é a soma das calorias de todos que conta no final de uma refeição. Os alimentos não passam a ter mais calorias por estarem juntos. A mistura é uma mais valia: permite ingerir nutrientes diversificados.

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Motivação

A motivação certa... não existe. Para uns é a saúde, para outros é caber numas calças ou num biquíni sexy. Defina um objectivo que seja apelativo e possível e aponte-o. Seja ele qual for, deve ser pessoal. Fique em forma, por si e para si.

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Refrescar o Verão


Posso comer gelados? É das perguntas que mais ouço quando chega o Verão.
O gelado é fonte de vitaminas e antioxidantes, cálcio, é facilmente digerível, e fornece nutrientes em proporções relativamente equilibradas.
O segredo de uma alimentação saudável é provar de tudo e não comer abundantemente de nada. Pelo que a resposta é: sim.
É possível ter prazer sem engordar! Educar e cultivar os prazeres do paladar é preciso, de modo a que façam parte de uma alimentação saudável.

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Não volte a engordar


Emagrecer não é uma tarefa fácil, mas ainda mais difícil é não voltar a engordar.
A fase da redução é uma, a da manutenção é outra. Os planos alimentares não podem ser os mesmos. Uma coisa é certa: mesmo que tenha altos e baixos, a reeducação alimentar é para sempre.
Há regras essenciais para não deitar tudo a perder, e há alimentos que ajudam a controlar o peso.
  1. Durante a dieta não perca mais de 1 kg por semana
  2. Na fase de manutenção coma 90% de comida saudável e 10% de comida "proibida"
  3. Nunca deixe de tomar o pequeno-almoço
  4. Faça exercício-físico
  5. Durma bem
  6. Não vá comer fora de estômago vazio
  7. Controle o peso
  8. Prepare com o seu nutricionista um plano de emergência

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Nem tudo o que é Natural é bom

Aparentemente, o discurso anti-industrial, que valoriza o Natural e, consequentemente, o tradicional, o biológico, o "da quinta" faz todo o sentido. O processamento dos alimentos, destruindo sabores e incorporando novas substâncias potencialmente perigosas, não se enquadra na cultura de saberes tradicionais. Se aceitar tudo o que é novidade revela falta de critério, a atitude oposta, de tudo rejeitar, também não faz sentido. Na alimentação, como em tudo o resto, deve-se evitar fundamentalismos. A toxina botulínica, é natural, e é a substancia mais tóxica que se conhece. Naturais são também os cogumelos venenosos e as toxinas produzidas por fungos. "Artificial" é por exemplo, esterilizar o leite, desinfectar a água de consumo, e usar frigoríficos e congeladores.
Só uma informação correcta poderá levar o consumidor a fazer as melhores escolhas. E não se reduz os riscos escolhendo a fruta com bicho. A presença do intruso na sua maçã pode bem ser resultado de um tratamento químico mal conduzido e não da ausência deste tipo de substâncias.

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Com adoçante, por favor

   O novo adoçante de fonte natural é extraído a partir da planta Stévia (Stevia Rebaudiana), um arbusto nativo do Paraguai. Tem sido usada há séculos por alguns dos povos nativos da América do Sul para adoçar as suas bebidas.






Assim que as folhas de stévia atingem o seu pico de doçura, são colhidas e secas. Num processo semelhante ao chá de infusão, as folhas secas de stévia são embebidas em água para desbloquear o melhor sabor – a substância doce encontrada na folha – que então é purificada. O pó ou líquido originado a partir das folhas, denominado como glicósideos steviol (E-960), apresenta uma doçura intensa natural, entre 200 e 300 vezes mais doce que o açúcar, mas sem calorias.

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Sanduiche rápida com delícias do mar


Ingredientes
2 pessoas
Delícias do mar q.b.
Cenoura ralada q.b.
1 ovo cozido
4 fatias de pão integral ou saloio

Molho
1 iogurte natural magro
2 colheres de sopa de polpa de tomate
1 limão
Sal e pimenta acabada de moer q.b.

Preparação
Numa tigela misture o iogurte com a polpa de tomate e um pouco de sumo de limão. Tempere com sal e pimenta.
Noutra tigela, misture as delícias do mar desfiadas, a cenoura ralada e o ovo cozido bem picado. Coloque o molho na quantidade que desejar e misture tudo.
Barre a fatia de pão com esta mistura.
Termine com outra fatia de pão.
Receita Prime Books

Sugestões
Ao utilizar polpa de tomate corre o risco de tornar o molho ácido. Para que isso não aconteça, acrescente uma pitada de açúcar.
Pode optar por colocar umas rodelas de tomate cru, reduzindo assim a quantidade de molho a utilizar.

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Corrigir ideias feitas


Quando se conversa sobre alimentação, surgem por vezes ideias desprovidas de fundamento, que levam a sacrifícios desnecessários e a erros alimentares que seriam, mediante uma informação correcta, evitáveis.
Cabe-me, enquanto nutricionista, corrigir algumas desses mitos.

As batatas, massas, arroz e o pão engordam muito e devem ser evitados, é das ideias feitas que todos já ouvimos.
Qualquer alimento pode engordar se, no conjunto da ingestão diária, forem fornecidos ao organismo em quantidades exageradas, consumindo-se mais calorias do que o corpo gasta.
Os alimentos ricos em hidratos de carbono são, até, relativamente pouco calóricos, e devem participar com cerca de 50% do total de energia diária. Mas atenção aos molhos e gorduras que lhes adicionem!

domingo, 5 de agosto de 2012

Descobrir novos sabores






Se está cansado de comer as saladas tradicionais, pode sempre substituir a alface por endívias. As folhas de endívia têm o dobro da fibra das alfaces normais, e uma ou duas endívias garantem-lhe cerca de 20% da dose diária recomendada de ácido fólico e é dos vegetais com mais ferro e caroteno.

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Controle os estragos

Antes a começar a beber numa festa, preste atenção ao que lhe colocam no prato. De acordo com investigadores coreanos, os espargos verdes podem reduzir os efeitos do álcool e tornar a ressaca mais "suportável". Após exporem um grupo de células hepáticas humanas ao extracto de espargos, verificaram que este suprimia os radicais livres e multiplicava por mais de dois a actividade das enzimas que metabolizam o álcool. Desta forma, já pode recuperar antes mesmo de começar a beber. Experimente espargos assados com um pouco de azeite.

Convém recordar: o melhor anti-ressaca é a moderação.

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Comer, dormir, nadar

Ingere 12000 calorias diárias, seis vezes mais que um adulto normal, e está em forma. Falo do super campeão olímpico Michael Phelps.
A menos que consiga acompanha-lo na piscina, não tente isto em casa. A cada refeição come cerca de 4 mil calorias, duas vezes mais do que o recomendado para uma pessoa comum durante um dia inteiro.

O dia olímpico do nadador começa com dois copos de café e três sandes com ovo,queijo, tomates, cebolas fritas, alface e maionese. Come também uma omelete com cinco ovos, cereais, torradas com açúcar e três panquecas de chocolate.

O almoço é macarrão e duas sandes de presunto e queijo com maionese em pão branco, acompanhados de bebidas energéticas. O energético volta no jantar, quando Phelps fecha o dia com uma pizza (inteira) e meio quilo de macarrão. 

 A absurda dieta de Phelps é perfeitamente lógica no contexto da natação competitiva de elite. Consumir 12 mil calorias não é algo acima do esperado se estamos a falar de Michael Phelps. Basta ver quantas vezes ele vai para a piscina por dia, entre eliminatórias, semifinais e finais – e sempre rendendo muito, sempre no limite. Ele precisa de muita caloria e muitos hidratos de carbono.

Agora, o que acontece se você resolver seguir o mesmo plano? A matemática é implacável, se consumir mais do que gasta isso vira gordura. 
É melhor deixar excessos com o Phelps. Ele faz por merecer.
Ocorreu um erro neste dispositivo