sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Crianças engordam mais no Verão


Os meses que mais convidam a actividades ao ar livre são precisamente aqueles em que as crianças com excesso de peso acumulam mais quilos.

Vários especialistas garantem que a generalidade das crianças pré-obesas e obesas acompanhadas nas consultas tem o seu problema agravado no final do verão, já que, mesmo crescendo em altura, o que é expectável, tem um ganho de peso proporcionalmente maior.

E são muitos os factores que podem explicar o fenómeno. Entre eles a alteração da rotina diária, que implica com frequência "maiores tempos de repouso, acesso à televisão e jogos de computador", esclarece Pedro Graça, coordenador da Plataforma contra a Obesidade, da Direcção-Geral de Saúde (DGS). Outra causa é a "inexistência de programas de actividade física com os familiares ou amigos", assim como a quebra da actividade "realizada diariamente na escola ou extra-escolar". Mas também o facto de, por vezes, os avós ou outros familiares disponibilizarem "sem querer" alimentos que estão "restringidos na maior parte do ano, como gelados e sobremesas".

Esta ideia é partilhada pela psicóloga clínica Cláudia Pereira, especializada em obesidade infantil: "Os avós tendem a querer mimar os netos e não cumprem as regras que os pais seguem, aconselhados pelos médicos. Muitos não têm noção do que é a obesidade infantil, porque sempre ouviram falar de passar fome, não de excesso de peso".

O responsável da DGS aponta ainda como causa do aumento de peso nas férias "o acesso facilitado a comida em casa, muitas vezes de elevado valor energético - como bolachas, chocolates ou refrigerantes com excesso de açúcar -, nas pausas de actividades pouco exigentes fisicamente". Finalmente, a "alteração das rotinas de sono", com a mudança dos hábitos alimentares e maiores períodos de repouso.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Combate à celulite


O combate e prevenção da celulite deve ser uma luta para todo o ano.
Há alimentos que são nossos aliados. É o caso dos que contêm lecitina (soja), ácidos gordos essenciais (salmão, amêndoas, azeite), aminoácidos (peixe branco, feijão, frango e legumes) e vitamina C, que ajuda à de colagénio "bom" (citrinos).
O combate à celulite desaconselha a ingestão de alimentos ricos em açúcar, sal, café e bebidas com cafeína (por exemplo, colas), álcool, fritos, refeições pré-cozinhadas e sopas enlatadas que contribuem para o acumular de gordura.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Pão menos salgado

Comer pão em Portugal vai ser mais saudável a partir de hoje com a entrada em vigor da nova lei que obriga a uma menor quantidade de sal no pão vendido em Portugal.

A nova lei define um teor máximo de 1,4 gramas de sal por 100 gramas de pão e obriga a que os rótulos das embalagens de alimentos pré-embalados prestem informação sobre a quantidade relativa e absoluta de sal na embalagem por percentagem do produto e por porção/dose.

Recorde-se que Portugal consome o dobro do sal que é recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), cada português consome em média 12 gramas de sal por dia quando a OMS recomenda um máximo de seis, uma situação que a Sociedade Portuguesa de Hipertensão acredita que será alterada com esta lei.

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Hidratar é proteger

A exposição a períodos de calor intenso constitui uma agressão para o organismo.
Deve oferecer-se água em abundância aos recém-nascidos, bebés, crianças, idosos, pessoas doentes e acamadas. Sendo que o seu consumo deve ser aumentado para todos.
Optar por fazer refeições leves, pouco condimentadas e mais frequentes.
As pessoas que sofrem de doença crónica, as que fazem dieta com pouco sal ou com restrição de líquidos devem aconselhar-se com o seu médico.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Dúvidas

Para não engordar podemos retirar todas as gorduras da alimentação?

Não, nunca. Cada nutriente tem funções específicas e as gorduras ou lípidos, são essenciais em qualquer dieta pois, além de representarem uma forma concentrada de energia, são componentes essenciais das membranas celulares e têm um papel fundamental na absorção e utilização das vitaminas A, D, E e K (presentes nas gorduras provenientes dos peixes gordos, dos óleos vegetais e dos lacticínios).
Recomenda-se que 15 a 30% das calorias ingeridas diariamente sejam provenientes das gorduras, um valor que varia em função dos problemas de saúde, actividade física e estilo de vida de cada um. Numa alimentação saudável devem entrar predominantemente gorduras ricas em ácidos gordos polinsaturados - presentes nos peixes, azeite, nozes - em detrimento de gorduras saturadas, que são, na sua maioria, de origem animal: a gordura da carne, da manteiga, das natas, por exemplo.
Cada grama de gordura tem 9kcal, por isso deve-se consumir com moderação, escolhendo sempre as gorduras "boas".

domingo, 1 de agosto de 2010

Melão


Este Verão coma melão: baixo em calorias, antienvelhecimento e mata a sede.
Composto por 92% de água, tem pouco mais de 27 calorias por cada 100g, pelo que é aconselhado em dietas de emagrecimento. Contém vitaminas A, B3, C, ácido fólico e carotenos pelo que é um alimento com acção antioxidante e anticancerígena.
Contém substâncias que activam o funcionamento das hormonas sexuais, aumentando a libido e o desejo sexual.
Ocorreu um erro neste dispositivo