quinta-feira, 30 de junho de 2011

11 razões para beber uma cerveja

A cerveja pode ser, se (e apenas se) consumida de forma moderada, integrada numa dieta saudável.

Conheça ao pormenor a composição desta refrescante poção:

1 93% de água. Os adultos necessitam de mais de dois litros de água por dia. Comparada com outras bebidas alcoólicas, a cerveja combate melhor a sede pelo seu alto conteúdo de água, que compensa os efeitos desidratantes do álcool.

2 Álcool (etanol) 3,4%/9%. Se for ingerido em doses moderadas, o álcool contribui para evitar a acumulação de gordura nas paredes arteriais.

3 Hidratos de carbono 2% a 3%. Proporciona cerca de 15 g da maior fonte de energia do corpo humano.

4 Calorias. 33 cl de uma cerveja normal contêm cerca de 150 calorias (menos 60 do que um refrigerante de cola), com a vantagem acrescida de não provocar cáries. Com certeza que 9 em cada 10 dentistas lha recomendariam.

5 Gorduras. Zero... tinha dúvidas?

6 Magnésio (48 mg, 12% da DDR*) e silício (6 mg). O consumo de cerveja associa-se a uma maior densidade mineral nos ossos, actuando como factor preventivo face à osteoporose.

7 Potássio (190 mg, 12% da DDR). Compensa a perda excessiva deste mineral através da urina, importante na prevenção das cãibras musculares.

8 Vitamina B12 (0,8 mcg, 48% da DDR). Produz serotonina e dopamina, as duas substâncias químicas responsáveis pela sensação de bem-estar.

9 Vitamina B2 - Riboflavina (8% da DDR). Contribui para o crescimento da pele, do cabelo e das unhas e também actua como cicatrizante.

10 Vitamina B5 - Ácido Panthoténico (4% da DDR). Sintetiza os lípidos e o açúcar dos alimentos. Essencial para digerir as batatas bravas.

11 Vitamina B3 - Niacina (6 mcg, 8% da DDR). Ajuda a queimar os hidratos de carbono e as gorduras, e atrasa a formação de cabelos brancos.

terça-feira, 28 de junho de 2011

Está a emagrecer de forma saudável?


Devo ingerir apenas alguns grupos de alimentos menos calóricos como os legumes e a fruta?
FALSO!

Uma refeição equilibrada e saudável deve conter hidratos de carbono, proteínas, gorduras, fibras, vitaminas e minerais, que apresentam funções essenciais necessárias para o bom funcionamento do organismos. Todos estes nutrientes, são importantes e devem ser incluídos na alimentação desde que em proporções adequadas. Uma alimentação equilibrada juntamente com a prática de actividade física é essencial para o controlo do peso corporal.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Santos Populares


Entre o alho-porro, os martelos de plástico, o manjerico, os balões de ar quente e toda a festa dos santos populares, na hora de saciar a fome, a sardinha, o pão milho e o caldo verde são quem reinam.

Deixo alguns conselhos saudáveis, pois a saúde também conta em dias de festa!

Sardinha
A sardinha é um peixe gordo,pelo que a sua gordura, polinsaturada, rica em ácidos gordos ómega-3, é importante para o desenvolvimento e manutenção cerebral e equilíbrio cardiovascular. Consuma peixes gordos com regularidade, variando o tipo de peixe (sardinha,cavala,salmão,arenque,…);

Pimento
O pimento é fonte de vitaminas e minerais importantes para a pele e mucosas, visão e processo de cicatrização.
Procure ingerir pimentos de diferentes cores para aumentar os benefícios nutricionais. Complemente este consumo com outros tipos de produtos hortícolas.
Consuma hortaliças e legumes diariamente, na sopa, e inclua-os sempre no prato.

Caldo Verde
O caldo verde, pela presença de couve galega, é rico em cálcio, imprescindível ao crescimento e manutenção dos ossos e dentes.
Diariamente devemos recorrer ao consumo de sopa de legumes, para alcançar maior variedade de vitaminas e minerais pela diversidade de produtos hortícolas. Inicie o almoço e o jantar com sopa;

Pão milho
O pão de milho poderá funcionar como um substituto à batata, arroz ou massa, pela sua riqueza em hidratos de carbono. Se optar por incluir o pão na sua refeição deve reduzir a quantidade de batata, arroz ou massa que ingere.

terça-feira, 21 de junho de 2011

Vamos mudar hábitos?

Hoje começa o Verão, e com a chegada dos dias quentes, os pensamentos voam facilmente para a praia, mas é aqui que começam os “dramas” mais comuns à maioria das mulheres… e dos homens! É nesta altura do ano que as atenções se viram novamente para o corpo. E o biquíni ou os calções de banho deixam ver facilmente os quilos em excesso. Com o calor também somos inundados com dietas rápidas que prometem resultados relâmpago e fáceis de alcançar. São prometidos verdadeiros milagres! Dietas loucas, chás, cremes, produtos naturais... Atenção: constituem vários perigos.
Temos que ter consciência que não existem milagres, e que não se pode desejar emagrecer a qualquer preço. O preço não pode ser a nossa saúde. Mentalize-se que aumenta de peso quando a energia que consome é superior à energia gasta. É preciso aprender a comer e a aumentar a actividade física. Alterar hábitos nem sempre é fácil, e por vezes demora um bocadinho... mas depois os resultados são duradoiros.

Foi a pensar em quer perder um pouco de peso e tonificar o corpo antes de pisar a areia que, nesta crónica, dou a conhecer algumas dicas desportivas e dietéticas fáceis de colocar em prática. Basta mudar alguns hábitos diários:

· Mude de rotina

· Coma sopa

· Beba um copo de água antes das refeições

· Faça menos mais vezes

· Lave os dentes logo após as refeições

Se come fora de casa muitas vezes, opte pelo mais saudável

· Muita água

· Ligue o ipod para aguentar mais tempo

Durma bem

terça-feira, 14 de junho de 2011

Emagrecer: segredos do oriente


Nabo, rúcula, cebola, gengibre e chá verde. Estas são as principais opções da medicina chinesa para acelerar naturalmente o metabolismo. Estes alimentos são capazes de aumentar o calor no interior do organismo e por isso estimulam o metabolismo.

Para o lanche da manhã e da tarde: tome um copo de sumo com pedaços da própria fruta, de preferência ácidas, como laranja, limão, tangerina e abacaxi, pois minimizam a retenção de líquidos. Outra boa ideia é ter na bolsa ou na gaveta do escritório biscoitinhos e outros alimentos à base de fibras integrais e frutas desidratadas

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Olhá Sardinha


A sardinha é a rainha das festas populares. É a espécie por excelência da pesca portuguesa e faz bem à saúde.
A grande riqueza da sardinha está na elevada quantidade de ómega 3, uma família de gorduras saudáveis boas para a nossa saúde. Devido a estes ácidos gordos essenciais, o consumo de sardinha contribui, entre outras coisas, para a redução do risco de doenças cardiovasculares, diminui a pressão arterial e ajuda a prevenir a aterosclerose. O ómega 3 leva também à redução dos riscos associados à doença de Parkinson e ajuda a travar o avanço da doença de Alzheimer.
Para que os efeitos positivos se façam sentir é necessário o consumo de sardinha e outros alimentos ricos em ómega 3 de forma regular. A vantagem da ingestão de sardinha, em relação aos outros peixes gordos, é que tem menos mercúrio pois passa menos tempo no mar.

Somos o que comemos II

Mais uma crónica aqui. O pão e as massas, a carne, os doces, os fritos e os queijos estão, sem dúvida, no top dos alimentos preferidos pelos portugueses. Leia e perceba como pode não cometer exageros.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Tome o pequeno-almoço

Informe-se bem: quem evita o pequeno-almoço tem mais 5cm de largura no abdómen do que aqueles que saem de casa bem alimentados. A conclusão é de um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition, e nós não devemos contrariar! Ao saltar o pequeno-almoço irá comer mais depois. Com o tempo isto faz com que o seu corpo armazene mais gordura.
Ocorreu um erro neste dispositivo