quarta-feira, 31 de março de 2010

Torta de cogumelos


Ingredientes:
2 cebolas pequenas;
1 lata de cogumelos
3 colheres de sopa de farinha
meio litro de leite magro
125 gr de manteiga magra
8 ovos
3 colheres de sobremesa de queijo ralado light
sal q.b.
salsa q.b.

Preparação:
Dissolva a farinha no leite, mexendo muito bem para não ficar com grumos. Bata os ovos com uma batedeira, até fazer espuma e envolva-os no preparado anterior. Continue a bater com a batedeira, juntando uma pitada de sal. Unte um tabuleiro com manteiga e, no fundo, coloque uma folha de papel vegetal também untada com manteiga. Deite cuidadosamente o preparado anterior no tabuleiro e leve a forno médio, previamente aquecido. Quando crescer e ganhar uma leve cor rosada, tire do forno e desenforme sobre uma folha de papel vegetal. Refogue a cebola, a salsa e os cogumelos em mais um pouco de manteiga, temperando com sal. Estenda este preparado na composição retirada do forno e enrole-a, dando-lhe uma forma de torta, retirando a folha vegetal. Polvilhe com bastante queijo ralado e sirva ainda quente.

terça-feira, 30 de março de 2010

Novos sabores


Está cansado dos mesmos paladares? Deixe-se levar por soluções alternativas de cozinhar. É possível inovar!
Existem alimentos pouco usados na nossa cozinha e que são uma panóplia de novas sensações para o paladar. Assim, ao mesmo tempo que experimenta novos sabores, concilia as suas propriedades nutritivas e benéficas. Os vegetais e as frutas permitem combinações ricas em vitaminas e sais minerais, fundamentais para o bem-estar e apelativas para os sentidos.
As tradicionais saladas já o cansam? Experimente substituir a alface por folhas de endívia. Dona de um sabor amargo, tem o dobro da fibra das alfaces normais. Uma ou duas endívias garantem-lhe cerca de 20% da quantidade diária recomendada de ácido fólico, e é dos hortofrutícolas mais rico em ferro e caroteno. Misture com pedaços de beterraba, uma raiz tuberosa rica em vitamina C, potássio, sódio e magnésio, que é eficaz no combate à anemia, ajudando à absorção do ferro. Por ser rica em açúcar, a beterraba combina bem com a endívia, proporcionando-lhe uma experiência agridoce. Se quiser pode substituir a beterraba por tomate, rico em licopeno, um poderoso antioxidante. Remate com umas gotas de óleo de girassol. E porquê? Porque os óleos vegetais fazem a ligação entre alimentos, facilitando a absorção de substâncias lipossolúveis, como os carotenóides e a vitamina A, nutrientes essenciais ao bom desenvolvimento do organismo. Por terem um sabor suave, os óleos vegetais permitem ainda que o sabor natural dos alimentos sobressaia.

Caminhar é preciso

A caminhada é considerada pelos especialistas em saúde um dos melhores exercícios para quem deseja manter a forma e melhorar o astral. Para completar, a actividade em si não requer prática ou habilidade e é gratuita.

Emagrece rápido, tonifica os músculos, diminui os riscos de doenças e eleva a auto-estima. Quer mais motivos?

Caminhada

Segundo especialistas, a verdadeira caminhada feita com o propósito de melhorar a parte física e mental, tem de ser realizada correctamente e com frequência, para proporcionar bem-estar.

No entanto, como toda actividade física que se preze, não basta simplesmente sair por aí caminhando. Antes de tudo, coloque uma roupa apropriada, leve, confortável, umas sapatilhas adequadas para amortecer o impacto e, faça sempre um aquecimento. A orientação dos médicos é começar devagar, no seu ritmo, respeitando seus limites. Mantenha uma intensidade confortável até que sinta segurança para ir aumentando o tempo de caminhada gradualmente.

Outra grande vantagem da caminhada é que ela pode ser praticada em qualquer idade. E dependendo da pessoa pode melhorar a força e o equilíbrio, porque de modo geral, a caminhada é isenta de qualquer risco.
Caminhar é um exercício tranquilo e que ajuda na boa forma, já que trabalha os músculos inferiores e superiores, sendo assim uma actividade completa. Vá caminhar, mas não esqueça o boné, os óculos e o protector solar. E, claro, beba água para hidratar o organismo, mas não exagere.

sexta-feira, 26 de março de 2010

Ordem dos Nutricionistas

Foi ontem votado e aprovada na generalidade na Assembleia da República a proposta de criação da Ordem dos Nutricionistas, na sequência de discussão havida na semana passada. Este projecto segue agora para a especialidade, para a Comissão do Trabalho, Segurança Social e da Administração Pública.
Um grande passo foi dado para a concretização deste objectivo, de longa data, da APN, havendo ainda algum caminho a percorrer.
A votação da proposta de criação da Ordem dos Nutricionistas terá lugar na próxima semana.

Pudim de maçã light



Original, delicioso e... amigo da linha!

Nutritivo e repleto de fibras e proteínas, este pudim constitui uma alternativa saudável aos pudins de ovos que servem de sobremesa a muitas refeições familiares, sobretudo em festas e aos fins de semana.

Pela sua riqueza em vitaminas, sais minerais, fibras, água e fitonutrientes, e pela sua escassez em gordura saturada, colesterol, sódio e calorias, a maçã é uma das frutas mais recomendadas pelos médicos. Esta receita é especialmente indicada para quem sofre de problemas digestivos, de diabetes e diarreia. Quem está a fazer ou pretende iniciar brevemente uma dieta de emagrecimento também o deve consumir.

Ingredientes
(para 4 pessoas)

750 g de maçãs
4 ovos
0,5 l de leite magro
1 colher (café) de baunilha em pó
2 colheres (sopa) de água
2 colheres (sopa) de açúcar light
3 colheres (sobremesa) de adoçante para culinária

Preparação

1. Bata os ovos até ficarem espumosos e junte-lhes o adoçante. Acrescente o leite frio e a baunilha. Reserve.

2. Faça o caramelo aquecendo o açúcar com 2 colheres de água. Deite-o no fundo de uma forma para pudins, mexendo bem, para que fique bem coberta. Reserve.

3. Descasque as maçãs e corte-as em cubos. Cozinhe-as no microondas, na temperatura máxima, durante 3 ou 4 minutos, até ficarem moles. Junte as maçãs à mistura de ovos e leite e verta o preparado na forma para pudins. Cozinhe em banho-maria no forno a 180º durante cerca de uma hora.

4. Deixe arrefecer antes de desenformar. Bom apetite!

segunda-feira, 22 de março de 2010

Amamentação: faça boas escolhas

  • Aumente o aporte proteico (um ovo cozido por dia, carne, peixe, leite e derivados, assim como leguminosas frescas e secas, que são excelentes fornecedores de proteínas vegetais).
  • Os hidratos de carbono, pouco refinados, devem fornecer pelo menos 50% do total de calorias diárias (arroz, massas e pão de mistura devem ser consumidos diariamente).
  • Deve preferir azeite, óleos vegetais, manteiga sem sal e gorduras provenientes de peixes gordos e de frutos oleaginosos como avelãs, nozes e amêndoas.
  • Ingerir diariamente hortaliças, legumes e frutos, nomeadamente os mais coloridos.
  • A couve branca/repolho, a cebola, o alho, as malaguetas e o picante podem dar um sabor intenso ao leite, o que pode desagradar ao bebé.
  • Beber água (1,5 a 2 litros por dia) e ingerir "pratos" ricos em água e fibras, como as sopas.
  • Não consumir bebidas alcoólicas e reduzir ou eliminar alimentos muito processados e ricos em aditivos, café, chá preto e outras bebidas estimulantes e/ou ricas em cafeína.

Todos os benefícios da água

Hoje é o dia Mundial da Água!


Cerca de 70% do nosso corpo é composto por água e, quem sabe se não é por essa razão que este líquido vital é o melhor remédio natural que existe. Para além disso, ajuda a emagrecer e é uma grande aliada da nossa pele.

Como cuida da sua saúde!

Combate o cancro

Uma ingestão insuficiente de água aumenta o risco de padecer de cancro da bexiga e do cólon porque fomenta a concentração de substâncias tóxicas nestes órgãos. Uma ingestão adequada de água reduz o risco.

Combate as infecções

Beber entre cinco a oito copos de água por dia reduz a produção de pedras nos rins e as infecções urinárias. Para além disso, mantém as mucosas do sistema respiratório convenientemente hidratadas, e diminui o risco de infecções virais como a gripe. A água também ajuda a limitar a incidência de ataques de asma.

Cuida da boca

A saliva, que contém substâncias antibacterianas, diminui se não bebermos água. Isto favorece a presença de bactérias que provocam gengivites, cáries e outras doenças da boca.

Como mantém o seu peso

Regula o metabolismo das gorduras

Uma ingestão insuficiente de água faz com que os depósitos de gordura do nosso corpo aumentem, devido a um funcionamento incorrecto do fígado, responsável por metabolizar as gorduras e convertê-las numa fonte de energia para o organismo.

Ajuda-a a ficar saciada

A água tem um efeito saciante e, portanto, faz com que comamos menos. Para além disso, como a água que bebemos está a uma temperatura mais baixa do que a corporal, o organismo tem de queimar calorias para poder aquecê-la.

Evita a retenção de líquidos

Quando o corpo recebe pouca água interpreta-o como uma ameaça para a sua sobrevivência e compensa essa carência retendo líquidos. Para o evitar, basta fornecer-lhe toda a água de que precisa.

Sementes para unhas quebradiças


Quando as unhas estão quebradiças ou esbranquiçadas, é um alerta do organismo para uma carência em cálcio, zinco e magnésio. Recorra a sementes de abóbora e girassol (sem casca) e a brocólos, couves de bruxelas, lentilhas, repolho, carnes magras, feijão e cereais integrais. Estes alimentos são boas fontes dos minerais em falta, fortalecendo as unhas e deixando-as mais bonitas e resistentes.

sexta-feira, 19 de março de 2010

Vegans: minoria protegida


Os vegans, pessoas que não comem nem usam produtos derivados de animais, e abstémios irão ser abrangidos por uma lei contra a desciminação, tal como acontece com os membros de grupos religiosos minoritários. A medida é defendida pelo ministro britânico da Igualdade e está a ser preparada pela Comissão da Igualdade e dos Direitos Humanos. A lei envolverá todos os que têm opções de vida diferentes, incluindo aqueles que não têm ideias religiosas ou filosóficas ou que simplesmente não bebem álcool.

quinta-feira, 18 de março de 2010

Sempre jovem com Q10

Desde a sua descoberta a coenzima Q10 tem sido alvo de pesquisa que procuram compreender o seu mecanismo de acção e potenciais efeitos benéficos da sua suplementação.
Esta coenzima está implicada em reacções das vias metabólicas de produção de energia nas mitocôndrias, as "fábricas" de energia das células. Alguns estudos indicam que tem efeitos protectores do coração: nos fenómenos de enfarte do miocárdio e posterior recuperação do músculo cardíaco. Outras pesquisas descrevem o seu efeito a nível da tensão arterial, embora não exista uma associação clara e significativa que permita afirmar que existe um efeito benéfico da sua suplementação.
As principais fontes alimentares de coenzima Q10 são o peixe, em particular, o arenque e a cavala. Contudo, o mais importante é praticar uma alimentação equilibrada, diversificada e completa.

quarta-feira, 17 de março de 2010

Salada 3 cores

salada tricolore

Ingredientes (1 pessoa)

• 100 g de massa tricolor
• 5 tomates-cereja cortados ao meio
• 2 azeitonas pretas
• Folhas de salsa
• 1 lata de atum em água (light)

Prepare a salada

Cozinhe o macarrão al dente e deixe arrefecer. Numa travessa, coloque a massa, o tomate, a azeitona e a salsa. Por último, acrescente o atum. Tempere com um fio de azeite. Sirva em seguida.


terça-feira, 16 de março de 2010

Beba água morna

Do ponto de vista hepático é preferível bebê-la quente, mas sem deixar ferver. Isso vai actuar nos receptores que estimulam o funcionamento do fígado. Várias cientistas defendem o consumo de um copo de água morna de manhã para relançar a circulação sanguínea e linfática. É, também, um fantástico antídoto à fadiga e ao ganho de luminosidade da pele. E quando digo água quente, não incluo chá ou tisana. A água morna pura é mais depressa assimilada pelo corpo. Se não souber bem, adicione algumas gotas de limão.
Depois de uma refeição, um copo de água morna é a melhor forma de facilitar a digestão, ao contrário da água fria que a atrasa. E quem diz boa digestão, diz a pele mais bela e um corpo em forma.

sexta-feira, 12 de março de 2010

Tartes de tangerina


foto artigo

Esta é uma sobremesa saudável, que contém dois ingredientes que se destacam pelo seu poder antioxidante e protector, a tangerina (com a vitamina C) e o azeite (rico em vitamina E).

Pode aumentar o seu conteúdo de fibra utilizando farinha integral. Com apenas 196 calorias por dose, esta receita boa para prevenir o envelhecimento e a anemia, fortalecer as gengivas e melhorar as defesas do organismo.

Ingredientes
(4 pessoas)

2 ovos
4 tangerinas
4 colheres de azeite suave
4 colheres de farinha de trigo
Adoçante líquido

Preparação

1. Numa taça, rale a casca das tangerinas previamente lavadas (sem ralar a parte branca, que dá um sabor amargo ao preparado) e deite adoçante líquido de acordo com as instruções da embalagem. Descasque as tangerinas e deixe a parte branca e os caroços. Depois esmague-as de forma que ao passá-las pelo passador passem unicamente a polpa e o sumo.

2. Bata os ovos com o azeite e adicione o resto dos ingredientes, mexendo até formar um creme homogéneo. Pré-aqueça o forno a 180º C.

3. Deite o preparado em formas individuais, ligeiramente untadas, e leve ao forno durante 20-30 minutos. Sirva as tartes enfeitadas com gomos de tangerina.

Comer Pouco Chocolate sem culpas

Gosta de chocolate? É capaz de comer um pouco de cada vez?
Então, não sinta culpa. Segundo um estudo recente, feito por investigadores do Canadá e apresentado num encontro da Academia Americana de Neurologia, comer um pouco de chocolate todas as semanas pode ajudar a diminuir o risco de derrames e também acelera a recuperação de pacientes que sofreram uma isquemia.
Uma das coordenadoras do estudo afirma que o principal benefício do chocolate está na quantidade de flavonóides, um antioxidante que tem efeito protector das artérias. Por isso, o ideal é preferir o chocolate amargo ou os compostos de 70% de cacau, que têm mais quantidade desta substância.
Além disso, acrescentou que são necessárias mais pesquisas para realmente afirmar se o chocolate pode diminuir o risco de derrames ou se as pessoas que comem um pouco de chocolate todas as semanas são naturalmente mais saudáveis do que as que não o comem.

Casca ou descasca?



Descascar a fruta é um hábito que temos mas, na verdade, é na casca que residem muitos dos nutrientes mais importantes. E com esse simples gesto acaba-se por perder uma quantidade infindável de vitaminas e minerais.

Para melhor se compreender aquilo que estamos a dizer basta pensar que a «pele» da maçã tem cerca de quatro vezes mais vitamina C que a restante parte do fruto. Mas, devido à utilização de pesticidas ao longo do cultivo, é imperativo lavar previamente a peça de fruta antes de a comer com casca.



quinta-feira, 11 de março de 2010

Anti-celulite

O sal em exagero pode contribuir para a formação de celulite. É muito importante, portanto, que a ingestão de sal seja restringida o mais possível, para facilitar a eliminação dos líquidos. Isso significa não só evitar salgar demais os alimentos como diminuir o consumo dos naturalmente salgados, como anchovas, pickles, bacon, etc.

A água é fundamental na luta contra a celulite. Quanto mais água beber, mais activados serão os seus rins promovendo a limpeza de seu corpo, eliminando os resíduos pela urina. A dose diária de água deve rondar os 8 copos.


quarta-feira, 10 de março de 2010

O álcool pode fazer bem à saúde


Já todos sabemos que o vinho tinto, bebido com moderação, é aconselhado pelos médicos e faz bem à saúde. Agora, os cientistas dizem que as bebidas mais fortes podem, também, ter um efeito positivo no organismo. O vinho tinto está carregado de anti-oxidantes, sendo uma boa escolha para as pessoas que preferem esta bebida. Sabe-se agora, que o álcool em geral, baixa os riscos de formação de pedras nos rins e pode ajudar a prevenir diabetes. Nesta investigação, as boas notícias são: da próxima vez que brindar à “saúde”, estará realmente a fazê-lo. O álcool é conhecido por fazer bem à circulação, melhorando o trabalho do coração e evitando a arteriosclerose.
A moderação no seu consumo é fundamental, e caso não tenho por hábito beber álcool é preferível para a sua saúde que não comece a beber.

terça-feira, 9 de março de 2010

À mesa, com a Levedura de Cerveja?


"...Aproveito também para deixar uma questão sobre a levedura de cerveja... para que serve e o que é?! Aconselharam-se a tomar, mas sinceramente tenho algum receio, até porque não conheço o produto e depois também porque não sei como o fazer."
Pelo seu comentário não percebo quem lhe aconselhou a toma (é preciso ter atenção aos conselhos do género: Toma que a prima da vizinha da minha amiga tomou!), mas de qualquer forma fica a explicação do que é e para o que pode servir.

O género Saccharomyces compreende várias espécies de leveduras, de que uma das principais é a levedura de cerveja (S. cerevisae). É, de longe, a mais apreciada e a mais rica em termos alimentares.

A levedura de cerveja é usada como suplemento alimentar, devido ao seu elevado teor de nutrientes e nível proteico (cerca de 50%).

Este suplemento alimentar deve a sua riqueza ao teor de vitaminas do complexo B. Possui ainda todos os aminoácidos essenciais e ainda muitos minerais (potássio, sódio, cálcio, fósforo, magnésio, enxofre, zinco, selénio, crómio).

A ingestão de levedura nutricional é recomendada a vegetarianos devido à presença de Vit. B12 e ao valor proteico. Pode também ser benéfica a nível de transtornos intestinais, particularmente na regulação de casos de diarreia e de prisão de ventre.

Outras vantagens, devido principalmente ao seu elevado teor de vitaminas do complexo B, são os efeitos benéficos que produz na pele, nas unhas e no cabelo, ajudando mesmo a melhorar casos de acne e eczemas.

Para além disso, os nutrientes da levedura de cerveja ajudam a colmatar algumas deficiências que possam existir em algumas dietas restritivas ou numa alimentação desequilibrada.
Devido às suas propriedades reconstituintes, é especialmente aconselhada a desportistas, a crianças em fase de crescimento, a idosos, a grávidas e a doentes em fase de recuperação.

Este suplemento, que possui um travo amargo característico, encontra-se disponível sob diversas formas: em pó ou flocos, que se deve juntar na comida crua ou já cozinhada (não se deve cozinhar a levedura de cerveja, pois caso contrário, perderá o seu teor de vitaminas), comprimidos ou cápsulas, ou líquida (que poderás adicionar a sopas, sumos).




segunda-feira, 8 de março de 2010

Distúrbios Alimentares

É necessário ter-se atenção aos novos distúrbios alimentares. À bulimia e à anorexia juntam-se agora novos comportamentos desviantes relativos à comida que têm a agravante de não ser detectados frequentemenete. Vá ao médico ou a um nutricionista se se identificar com:
  • Night eating syndrome (apetite nocturno)- Quem sofre deste problema acorda várias vezes à noite para "atacar" o frigorífico e volta a deitar-se.
  • Permarexia- Consiste em viver em dieta, sem controlo médico, recorrendo a dietas de pessoas famosas ou a dietas supostamente milagrosas.
  • Anorexia alcoolica- Quem a tem priva-se de comer para consumir álcool em excesso.
  • Alimentação selectiva- A pessoa vai, progressivamente, restringindo a sua alimentação a menos de 10 alimentos ao longo de dois anos.

domingo, 7 de março de 2010

MoFA, Museum of food anomalies

Aqui, encontram um museu on-line sobre alimentos com formas estranhas, diferentes ou mesmo autênticas obras de arte, às quais ninguém fica indiferente. Assustem-se ou riam-se!

sábado, 6 de março de 2010

Ai os homens!

A típica incompatibilidade de prioridades.

sexta-feira, 5 de março de 2010

Barriga inchada

Um verdadeiro pesadelo é o que muitas mulheres sofrem com a sensação de barriga inchada, as dores e o mal-estar intestinal. É verdade que o mau funcionamento dos intestinos pode acontecer a qualquer um, mas é muito mais frequente nas mulheres, e também é sabido que muitas vezes a prisão de ventre e todos os incómodos associados estão ligados a um desequilibrio alimentar.

Depois, também não é novidade para ninguém que muitas pessoas recorrem a laxantes na tentativa de solucionarem o problema, mas esquecem o saber das avós, largamente comprovado pelas palavras dos nutricionistas, ou seja, há frutos que ajudam naturalmente a resolver o problema. Dois deles são a ameixa e o kiwi (as nossas avós não falariam deste último). São inúmeros os estudos que reforçam as vantagens daqueles alimentos, aliados naturais e eficientes do seu organismo. O segredo está na combinação de nutrientes (hidratos de carbono, vitaminas, minerais, antioxidantes e, o mais importante, fibras). Se bem que a fibra seja um nutriente que existe naturalmente em todos os frutos, a verdade é que a ameixa e o kiwi têm fama, e o proveito, de ser os mais eficazes (ambos com 1,9 gramas de fibras por cem gramas) quando se trata de regularizar o trânsito intestinal.

Fácil, então não se esqueça, quando for às compras, coloque esses frutos no cesto- mas depois coma-os.

quinta-feira, 4 de março de 2010

Truques que resultam

Comece por menos
Coma primeiro os alimentos com menos calorias (normalmente as verduras) para ficar saciada. Depois coma o que tiver mais calorias. Deixe a comida mais calórica para último.

Não use azeite "a olho"
Quando temperar uma salada com azeite ou refogar um alimento, meça-o sempre. O ideal será não exceser os 50g por receita.

quarta-feira, 3 de março de 2010

Flacidez e falta de vitalidade

Para além das rugas existem outros sinais inequívocos de envelhecimento da pele, como a flacidez e a perda de elasticidade. À medida que envelhecemos, a produção de fibras de colagénio e elastina que dão sustentabilidade e firmeza à derme diminui, bem como a sua qualidade, o que faz com que surja a flacidez, esse aspecto de rosto caído que dá um ar envelhecido.
A vitamina C é fundamental para a produção de fibras de colagénio. Por isso, inclua na sua dieta laranjas, morangos, quivis e hortícolas como o pepino, tomate, os espinafres e a cebola. Não se esqueça também das proteínas, necessárias para reforçar a massa muscular. Encontra-as na carne, peixe, ovos e leguminosas.

Tomate faz bem


A regular ingestão de tomate tem reflexos na nossa saúde. De acordo com os resultados de um estudo, e que inclui um ensaio piloto in vivo, conclui-se que os níveis de triglicéridos e de colesterol baixaram de forma significativa aquando da ingestão de tomate, apresentando uma correlação proporcional com a diminuição de peso.
Este estudo divulga também os aspectos mais positivos e negativos de cada tipo\cultivo de tomate produzidos a nível nacional, ao ter-se debruçado sobre as espécies de tomate cereja, chucha, rama e redondo. Ficou, por exemplo, a saber-se que o tomate redondo é mais rendível para a indústria alimentar na produção de alimentos derivados, como polpas, ketchup ou conservas, pois os seus valores sólidos solúveis são mais concentrados. O chucha é, em contrapartida, o fruto que apresenta maior riqueza em compostos com acção antioxidante, por isso, com melhores resultados no combate ao envelhecimento celular. Já a nível microbiológico, o tomate cereja e o rama caracterizam-se como os mais seguros, não tendo apresentado contaminação microbiana de nenhum microrganismo em estudo.

terça-feira, 2 de março de 2010

Para estarmos atentos

Perder barriga

Os abdominais são a melhor forma de perder barriga?

A melhor forma de emagrecer a barriga não é criar músculo, porque essa acumulação que existe na barriga não é músculo mas sim gordura. Há que fazer um trabalho cardiovascular intenso e acompanhado de exercícios abdominais indicados para tonificar, mas estes não eliminam a gordura da barriga. Para emagrecer, é preciso fazer desporto durante longos períodos e em potências médias ou baixas. É necessário aumentar a duração e frequência do treino, com uma redução da intensidade do trabalho, sempre, sob supervisão médica.


Correr devagar ou andar depressa são duas boas opções para fazer num período alargado de tempo e a uma potência máxima. Cerca de 30 minutos de caminhada fazem diferença. 30 minutos de abdominais não emagrecem, até porque não há quem os aguente!


No nosso corpo, temos um "armazém" de gordura que pode estar compartimentada: há quem tenha gordura na barriga, nas pernas, nos glúteos, etc. Essa gordura representa uma percentagem do nosso corpo. Quando fazemos desporto, lutamos contra esse armazenamento e reduzimos a % de gordura geral.

segunda-feira, 1 de março de 2010

Mais exercício na menopausa

As hormonas influenciam a quantidade de gordura acumulada no corpo durante a menopausa. A mulher, nesta etapa, armazena mais gordura e, por isso, deve aumentar a actividade física para evitar o excesso de peso. Nesse sentido, são aconselhados os desportos de fundo que queimam mais calorias. Uma mulher sedentária em idade menopáusica tem um risco quatro vezes maior de ganhar peso nos 10 anos seguintes do que outra fisicamente mais activa.
Outro aspecto a ter em conta é a osteoporose que afecta as mulheres depois da menopausa. Qualquer desporto em que o peso do corpo esteja envolvido (excepção, portante, para os de piscina) é indicado porque cria atrito no osso e, ao fazê-lo trabalhar, regenera-se mais massa óssea e previne-se a sua descalcificação. O exercício também parece reduzir o risco de cancro de mama em 72% nas mulheres menopáusicas que pratiquem, pelo menos, quatro horas de exercício por semana e se mantenham em forma, comparativamente às mulheres sendentárias.
A partir dos 40 ou 50 anos, o homem também começa a armazenar mais gordura corporal, pelo que a recomendação de exercício também se aplica a eles.
A passagem do tempo está associada à perda progressiva de força, de massa muscular e massa óssea. De acordo com o Colégio Americano de Medicina Desportiva, o treino de resistência pode ajudar a paliar estes problemas.
Ocorreu um erro neste dispositivo