sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Coração ao Alto

Esperamos que ninguém nos parta o coração, mas nós estamos sempre a colocar em esforço este músculo que fica no nosso peito:  stresse, tabaco, alimentação desequilibrada.
Devemos preocupar-nos? Sim! A doença cardiovascular é a principal causa de morte em Portugal. E mata pessoas cada vez mais jovens...


Está provado que seguir uma dieta mediterrânica pode levar à diminuição em 50% da incidência de doenças cardiovasculares. Isso significa comer peixe, não consumir carne mais de 4 vezes por semana (e preferencialmente de aves), optar pelas gorduras saudáveis (azeite) com moderação, acompanhar as refeições com vegetais, à sobremesa fruta e ao longo do dia beber água. Para temperar, use muito alho e ervas aromáticas. Boas notícias: pode beber um copo de vinho à refeição! E, claro, pratique exercício físico. Uma vida sedentária faz mal ao coração.

Rúcula


Está a chegar o tempo mais frio mas deve-se continuar a consumir legumes frescos, sejam cozinhados os crus. As sopas são sempre boas opções, mas as saladas não devem ser esquecidas.
A rúcula é um vegetal que deve ser mais aproveitado, pois é rica em proteínas, sais minerais, ferro, cálcio, ómega3 e vitaminas A e C, e é um óptimo desintoxicante. A rúcula selvagem tem um sabor amargo ligeiramente picante, mas existe também uma variedade mais suave.
Pode comer-se estufada, em risotto, em sanduíches variadas, ou em saladas temperada com azeite e vinagre.

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Dra, preciso engordar! II

Conheço vários casos de pessoas que não se sentem satisfeitas com o seu peso: são muito magras e querem engordar. Ao contrário do que se pensa, de uma forma geral, é mais complicado engordar do que emagrecer!
A presença às refeições de alimentos calóricos como doces, sobremesas, chocolate ou gelados não tem contra-indicações desde que continue a comer os alimentos reguladores como a fruta e legumes. Faça entre cinco a seis refeições diárias que incluam alimentos pouco volumosos mas energéticos como os frutos gordos, lacticínios inteiros ou meio gordos (nunca magros). Aumente o consumo de proteínas, pois são essenciais para a construção muscular, o que lhe permitirá ganhar e tonificar massa muscular.

Os seguintes alimentos podem ajudar, pois à partida são ricos em calorias, mas saudáveis! Gostando, tente comê-los com mais frequência:
avelãs, amêndoas, nozes, pinhões,...;
manteiga de amendoim: pode colocar no pão, batidos, tostas...;
frutos secos: figos, tâmaras, alperces, ameixas... (pode adicionar aos cereais de pequeno-almoço); azeite: use como tempero e na confecção;
batidos de fruta - para acompanhar as refeições.

Para que consiga comer mais quantidade em geral, evite comidas muito quentes, evite sopas - que enchem muito com poucas calorias -, por isso coma as verduras cruas ou ao vapor, evite beber água às refeições, para que caiba mais volume de comida.

Para ajudar a ganhar mais consistência muscular faça musculação e natação. O exercício físico é muito importante para que consiga ganhar peso sem ganhar massa gorda.

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Prevenir a queda de cabelo

  Aqui estão alguns nutrientes e alimentos que ajudam a prevenir a perda de cabelo:

- Beta-caroteno encontrado nos vegetais alaranjados como a cenoura, e também em folhas de cor verde-intensa, como a rúcula e o agrião.

- A vitamina A encontrada no bife de fígado, na gema de ovo, no leite e nos seus derivados.

- A vitamina B existente nas carnes magras, cereais integrais, legumes, grãos e nozes ajudam na renovação celular e no crescimento saudável dos fios.

- O zinco está nas ostras, fígado, leite e farelo de trigo. É importante pois estimula a multiplicação das células, fortalecendo o couro cabeludo e a qualidade dos fios.

- Os aminoácidos encontrados nas carnes vermelhas são a matéria-prima para a construção dos fios.

- Banana, melancia e ameixa têm vitamina B6, que tanto é boa para a pele, como para o cabelo.

- Sumos e leite à base de soja contém vitamina B, zinco e minerais que previnem a queda.


Caso não haja predisposição genética e a queda seja contínua, deve procurar um dermatologista para verificar as causas internas e externas.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Música para correr mais longe


Vários estudos defendem que ouvir música enquanto se corre permite correr uma maior distancia.  O que a longo prazo pode resultar numa maior fidelização ao hábito do exercício pelo prazer obtido durante o mesmo.

Alguns conselhos para escolher a playlist para a corrida:

• Escolha uma grande variedade de música conhecida que tenha ritmo forte e enérgico, e letras positivas.
• As primeiras músicas não devem ser particularmente rápidas (80 a 130 bpm) para dar tempo para o aquecimento.
• Depois do aquecimento, escolha um ritmo concordante com a intensidade do exercício e as variações na frequência cardíaca, entre os 125 a 140bpm.
• Escolha um tempo total da playlist um pouco mais longo do que o tempo habitual de corrida.
• As músicas devem transmitir boas sensações ou recordações e as melhores músicas devem ser colocadas a partir da 4ª posição e alternadas.
• Deve incluir algumas músicas que são reservadas exclusivamente para ouvir durante a corrida.
• Actualize regularmente algumas músicas na playlist, considerando cada corrida um teste à sua eficácia.

Atenção:
• Em certas condições, a música pode desviar a atenção de informação importante como a presença de carros na estrada ou tráfego em geral.
• O uso regular da música leva a uma dessensibilização e perda do seu efeito.
• O volume demasiado alto pode danificar as estruturas do ouvido interno.

Para os que sempre gostaram de correr, mas também para os que se iniciam neste momento, a corrida pode ganhar um novo ritmo com uns headphones colocados no ouvido!

Fotografe bem, coma melhor!


Fotografe os seus pratos saudáveis e envie-me as fotografias. As melhores fotografias serão publicadas aqui.

Obesidade: prevenir é fundamental


A obesidade não responde facilmente ao tratamento, pelo que a sua prevenção se torna fulcral. Perante o aumento alarmante da prevalência da obesidade, é imperioso encontrar soluções que alterem o ambiente em que vivemos.
Assim, como estratégias preventivas de intervenção: deve ser feita a inclusão duma relação positiva com a alimentação, um encorajamento aos hábitos alimentares saudáveis e uma manutenção da actividade física.
O objectivo de estratégias primárias de prevenção é estabelecer estilos de vida activos saudáveis entre os jovens, que lhes permitam atingir e manter o peso do corpo e níveis de adiposidade dentro dos valores compatíveis com a boa saúde.
Linhas de evidência suportam o conceito de que o excesso de peso e a obesidade podem ser prevenidas:
1) o ambiente e o estilo de vida têm um forte impacto no peso corporal;
2) para as mesmas características genéticas é possível manter o IMC normal ou tornar-se obeso.

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Embrulho de Pêra e Alperces

Pêra: pode ser o fruto da pereira. Também pode ser um murro, ou até aqueles pêlos debaixo do queixo. Neste caso, a pêra é ingrediente principal de uma receita saborosa e pouco calórica.

Ingredientes (4 pessoas)
4 folhas massa filo
2 pêras
4 colheres de sopa compota de alperce sem açúcar
3 colheres de sopa de passas
2 colheres de sopa sumo de laranja
2 colheres de sopa manteiga magra

Corte as pêras em quartos e depois em fatias. Coloque-as numa tigela com água com limão para não escurecerem.
Aqueça a manteiga no microondas durante 10 segundos e pincele 4 formas de empada. Coloque 4 folhas de massa filo (umas por cima das outras) na bancada, divida com uma faca em quatro quadrados e cubra com um pano de cozinha limpo e húmido. Espere 10 minutos e retire o pano.
Para fazer o embrulho, pincele levemente cada quadrado de massa com manteiga e coloque na forma, sobrepondo 4 quadrados em ângulos ligeiramente diferentes.
Recheie com a pêra, a compota de alperce misturada com o sumo de laranja e as passas. Leve ao forno a 200º durante 10 minutos e sirva quente.

Informação nutricional: calorias 170 Kcal, hidratos de carbono 15 g ( dos quais 3 g de fibra e 12 g de açúcar), lípidos 6 g, proteínas 1 g

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Acabar com os mitos


É bom ingerir alimentos ricos em açúcar antes de fazer exercício.
Facto ou Mito?

MITO!
Não é aconselhável a ingestão de alimentos muito ricos em açúcares simples antes de fazer actividade física (barras de cereais, bolos, chocolates, refrigerantes,...). Estes alimentos promovem a subida rápida de açúcar no sangue, podendo depois até ocasionar uma sensação temporária de fraqueza provocada pelo fenómeno de "hipoglicémia reactiva". O mais indicado é que cada indivíduo ingira uma refeição particularmente rica em hidratos de carbono complexos (por ex., arroz, batata, massa, pão) e líquidos (por ex. sopa e água) 3 a 4 horas antes de fazer exercício, ou, se isso não for possível, um lanche, como um pão de centeio com fiambre de peru e leite magro, ou uma barra de cereais integrais e sumo não açucarado, entre 60-90 minutos antes do exercício. 
Se optar por se exercitar de manhã, pode sempre ingerir um pequeno snack antes de sair de casa. Uma peça de fruta e um iogurte sólido magro representam uma opção interessante.
Um bom estado de hidratação é essencial para evitar a fadiga precoce. A ingestão de água frequente ao longo de todo o dia e um maior aporte nas horas que antecedem a prática de exercício - cerca de 500ml nos 60-90 minutos que o precedem- são recomendáveis.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Viciada em doces


... "Tenho aumentado de peso, e sei que o meu problema são os doces. O que devo fazer para evitá-los? Existem alimentos que me tirem o desejo de os comer"...


Cara leitora, para muitas pessoas, o consumo de doces está associado a uma sensação de prazer e também de pacificação. Uma boa estratégia para evitar o seu consumo em excesso é identificar em que ocasiões se dá esse consumo, fazendo o registo de tudo o que come e bebe durante o dia. Ao identificar as ocasiões pode mais facilmente tentar evitá-las, e deste modo o consumo de doces em excesso. Um alimento de prazer não precisa ser um chocolate ou um bolo, comece a associar, por exemplo, satisfação ao comer uma maça cozida com canela e adoçante ou uma taça de gelatina light (sem açúcar, nem gordura). Por outro lado, é importante perceber se pode substituir alguns alimentos por outras variedades sem açúcar, como os refrigerantes. Comer de 3 em 3 horas é uma forma de conseguir estabilizar o seu açúcar sanguíneo. Experimente começar o seu dia com umas papas de aveia, feitas de flocos de aveia, cozidos lentamente em leite magro, a que poderá juntar canela, adoçante e um pouco de raspa de limão. O seu baixo índice glicémio vai ajudar a prolongar a sensação de saciedade e a reduzir as grandes variações do seu açúcar sanguíneo. Beba infusões ou chás de ervas sem açúcar ao longo do dia, pelo menos 1,5 litros.

terça-feira, 18 de setembro de 2012

As redes sociais!


As redes sociais alteraram a forma como fazemos as nossas refeições. Agora nunca almoçamos ou jantamos sozinhos e mesmo quando estamos realmente acompanhados há outro mundo que nos acompanha!
Vale a pena pensar nisso!

Dra, preciso engordar! I

Conheço vários casos de pessoas que não se sentem satisfeitas com o seu peso: são muito magras e querem engordar. Ao contrário do que se pensa, de uma forma geral, é mais complicado engordar do que emagrecer! A dificuldade para engordar pode estar relacionada a doenças, transtornos alimentares, alterações hormonais, stress ou à constituição física da pessoa. O primeiro passo para quem quer engordar é investigar, a partir de uma série de exames médicos, se há algum problema de saúde.

O hipertireoidismo, por exemplo, faz a pessoa sentir fome, comer bastante e mesmo assim emagrecer. Neste caso, geralmente, com o tratamento da doença, o paciente volta automaticamente ao peso normal. O mesmo serve para a diabetes e distúrbios intestinais, mas a diferença é que a dieta será parte do tratamento. Já os transtornos alimentares são mais complicados e precisam também de acompanhamento psicológico.

Mas muitas vezes não há qualquer problema de saúde associado ao baixo peso. As pessoas magras tendem a gostar de alimentos pouco calóricos, comem menos, enfastiam-se rapidamente, e podem estar grandes períodos sem comer e sem que nas refeições seguintes compensem o défice energético, ao contrario das pessoas com excesso de peso. Existe também, em alguns casos, uma dualidade entre o desejo de aumentar o peso e a rejeição de uma figura corporal mais cheia. Estas razões explicam porque é necessário o apoio especializado para a obtenção de resultados duradouros.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Contra a obesidade: Nova Iorque proíbe mega-baldes de refrigerantes


As autoridades de saúde de Nova Iorque deram luz verde à polémica proibição dos refrigerantes com açúcar gigantes, uma medida pioneira nos Estados Unidos da América. Com esta decisão, o mayor Michael Bloomberg dá assim mais um passo na sua cruzada contra a "epidemia de obesidade" que afeta a cidade e o país, diz o jornal El Mundo.

"Apenas com esta proposta a cidade de Nova Iorque levou o assunto do problema da obesidade para o plano nacional", assugurou Bloomberg, horas após a aprovação da medida. A Junta de Saúde da cidade aprovou a nova legislação com oito votos a favor e uma abstenão, durante um processo em que foi recordado o fato de todos os anos morrerem seis mil nova-iorquinos vítimas da obesidade, a segunda maior causa de morte que pode ser evitada, logo a atrás do tabaco.
Desta forma, a partir de 12 de Março do próximo ano, os refrigerantes com elevados níveis de açúcar não poderão ser comercializados em Nova Iorque em embalagens que ultrapassem 0,46 litros.
Mas esta não é uma medida pacífica. Segundo uma sondagem do The New York Times, seis em cada dez residentes na cidade não concordam com a medida, o mesmo acontecendo com as cerca de duas mil empresas que serão afetadas.

Esta medida não convence muitos especialistas e eu também tenho sérias dúvidas na capacidade desta medida travar a obesidade. Os indivíduos podem comprar vários refrigerantes mais pequenos. Esta doença é demasiado complexa para ser combatidas com uma lei que apenas se centra nas bebidas açucaradas.
Em vez de proibir, a prevenção e combate da obesidade deve passar pela educação e re-educação alimentar.

Regresso às aulas II

Como merenda da manhã, algo semelhante ou 20-30g de frutos secos (nozes, avelãs, amendoins, etc.), um iogurte ou um pacotinho de leite.
As refeições 'principais', almoço e jantar, deverão iniciar-se com um prato de sopa de legumes e incluir fruta. Quando a criança tem muito apetite ou não gosta de fruta, dê-lha a seguir à sopa, antes do prato principal ou como acompanhamento do mesmo. Deve dar-se preferência ao peixe em vez da carne e não nos podemos esquecer de incluir feijão, ervilhas, grão-de-bico e outras leguminosas na alimentação das crianças.
A merenda da tarde não pode falhar e idealmente será composta por pão e leite ou derivados.
Os pais são, por excelência, os modelos dos seus filhos! De nada adianta tentar ensinar as crianças a realizar uma alimentação saudável e a ter um dia alimentar saudável se não cumprirem as regras.
Boas escolhas alimentares e um bom regresso às aulas!

domingo, 16 de setembro de 2012

Regresso às aulas I

Acabaram-se as férias! Tempo de voltar às rotinas mas também tempo de mudanças.
A alimentação das crianças deve ser algo a ter muito em conta pois aquilo que comem hoje pode salvaguardar ou prejudicar a sua saúde e felicidade mais tarde, e são elas a próxima geração. O regresso às aulas é a altura que impõe uma mudança na alimentação praticada durante o Verão. O desenvolvimento físico e intelectual das crianças depende se têm ou não uma alimentação equilibrada, variada e completa. A dieta pode afectar o seu desempenho na escola, o seu comportamento e, claro, a sua saúde. Demasiadas crianças crescem ignorando ou desafiando uma boa alimentação.
E por onde começar este saudável regresso às aulas? Obviamente pelo início, pelo pequeno-almoço! Os atrasos, o sono, a má disposição são muitas vezes desculpas para se sair de casa sem tomar o pequeno-almoço. Ninguém morre à fome se saltar esta refeição, mas a atenção e as capacidades mentais ao longo do dia são ligeiramente afectadas. Fazer uma refeição regular é uma boa maneira de controlar os alimentos que ingere, seja adulto ou criança, diminuindo o risco de obesidade. Hipoglicemia, mal-estar e má disposição geral, cefaleias, impaciência e agressividade e a diminuição da capacidade de resposta e de reflexos poderão ser algumas consequências de não se tomar o pequeno-almoço. Assim deverá obrigatoriamente incluir: pão ou cereais integrais com pouco sal e açúcares (ler sempre os rótulos); um copo de leite ou produtos derivados e, idealmente, deve ainda incluir fruta. Se a  criança não tem fome logo ao acordar - muitas vezes é a pressão da saída e não falta de fome - obrigue-a a levar pão com queijo ou fiambre ou bolachas sem açúcar, um queijinho, um pacote de leite, ou um iogurte líquido ou um sumo de 100% fruta, para comer durante o trajeto para a escola.

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Ortorexia: quando a alimentação saudável se torna obsessão




A ortorexia, descrita pela primeira vez em 1997, caracteriza-se pela obsessão de só ingerir alimentos saudáveis. É desejável que se faça uma alimentação saudável, mas isso não se pode tornar numa obsessão.
A ortorexia, que deriva das palavras gregas orthos, correcto, e orexis, apetite, é considerada como um distúrbio do comportamento alimentar, tal como a anorexia nervosa ou a bulimia.

Enquanto as pessoas que sofrem de anorexia nervosa ou bulimia são obcecadas pelo peso e pela quantidade de comida ingerida, na ortorexia a mania é pela qualidade e pelos alimentos que entendem ser saudáveis. Os ortorécticos seleccionam, ao extremo, os alimentos, chegando por vezes a recusar alimentos por considerarem impuros. Não ingerem gordura, carne, enlatados, alimentos com pesticidas, herbicidas ou aditivos artificiais. Preocupam-se também excessivamente com o processo de confecção dos alimentos bem como com os materiais que constituem os utensílios de cozinha. Quando não conseguem seguir as suas regras desencadeiam processos de frustração e mesmo depressão. Não se trata de uma preocupação normal em fazer uma alimentação saudável. Trata-se de um comportamento radical que condiciona toda a vida pessoal. A vida social, não existe, pois recusam-se a comer fora ou em casa de amigos, acabando por se isolar.
O acompanhamento psicológico em conjunto com o acompanhamento nutricional, são a chave para se ultrapassar esta obsessão.

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Ovo ao poder


O ovo é um alimento nutricionalmente rico, tendo por isso benefícios para a saúde.
As suas proteínas são de elevado valor biológico, e  o seu teor de gorduras não é muito elevado. 
É muito rico em minerais (fósforo, ferro, zinco…) e também uma excelente fonte de vitamina A, D e vitaminas do complexo B (vitamina B2, B12, folatos). 
O Ovo fornece quantidades apreciáveis de colina (importante na manutenção das membranas das células) e dos carotenóides luteína e zeaxantina que intervêm na saúde dos olhos reduzindo o risco de cataratas e degeneração macular. 
Por ser rico em colesterol, é muitas vezes excluído da dieta no entanto a ingestão de um ovo por dia não está associado ao aumento do risco de doença cardiovascular em indivíduos saudáveis.
Pessoas com níveis de colesterol no sangue aumentados, doença cardiovascular ou diabetes devem limitar-se aos 3 ovos por semana.

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Alimentação saudável em crise II?

Apesar de geralmente a população dizer que não é possível manter uma alimentação saudável, equilibrada, e económica, tal é possível.
 
 No supermercado procure os preços mais baixos, consulte os rótulos das embalagens, prefira a fruta e hortícolas da época, reduza as quantidades de carne e peixe semanais, e em caso de compra, opte pelos mais económicos: aves, porco, sardinha, carapau. Não se esqueça das leguminosas, pois são acessíveis e uma boa alternativa ou complemento à carne, peixe e ovos. Evite os alimentos processados, são mais caros e ricos em gordura e sal. 
Lembre-se que pode fazer uma alimentação saudável e poupar dinheiro.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Novas Rotinas

O mês de Setembro é por norma a altura em que se regressa de férias e se retomam as rotinas. Este ano crie rotinas novas. Quer perder a gordura acumulada, ficar em forma, ganhar energia... Ser melhor aluno, ou gerir melhor o stresse? Faça por isso!
Não pague apenas as prestações do ginásio, vá ao ginásio. Aproveite o calor que ainda se faz sentir e caminhe. Experimente novas formas de cozinhar mais saudáveis, alimentos novos e receitas que sempre evitou.
Os hábitos maus não se tornam bons por terem sido sempre assim. Mude, para melhor.

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Vida sedentária, como evitar engordar

Muitas vezes o nosso trabalho é muito sedentário mas com criatividade e boa vontade podemos mesmo assim ter uma vida saudável e cheia de energia, evitando engordar e exercitando o corpo.
- Caminhe todos os dias: meia hora é o suficiente. Você pode sair do autocarro, ou estacionar o carro longe do trabalho e completar o trajecto a pé. Ao início vai parecer cansativo, mas depois o corpo acostuma-se e tem mais energia.
- Evite os elevadores, suba pelas escadas.
- Utilize os fins de semana para se movimentar.
- Respeite os seus horários para comer, e nas horas de comer coma uma quantidade suficiente, nunca coma no escritório ainda mais em simultâneo com o trabalho. Evite petiscos.
- O mais importante de tudo, organize o seu tempo para tomar o pequeno-almoço antes de sair de casa.
- Inclua muitas fibras na sua alimentação, ser sedentário tem também efeitos no funcionamento do intestino, as fibras vão ajudar a que as comidas passem menos tempo no organismo, limpando-o de toxinas e evitando a absorção extra de calorias.

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Gelatina para flacidez


Saborosa, prática de preparar e de baixo custo, a gelatina é uma óptima opção de sobremesa em planos alimentares saudáveis. Mas os seus benefícios não param por aí. A gelatina é a mais rica fonte industrializada de aminoácidos. Esses compostos orgânicos ajudam na síntese e na renovação do colagénio, responsável por toda a estrutura do corpo. Isso significa pele mais firme e livre de ruguinhas, unhas e cabelo fortes.

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Guerra à fome


Num estudo comparativo de pequenos-almoços idênticos, excepto no tipo de pão, investigadores suecos descobriram que quem comia pão de centeio tinha menos fome, ao fim de oito horas, do que os que comiam pão de trigo. Os cientistas defendem que quando a fibra de centeio fermenta no cólon são formados compostos que contribuem para a sensação de saciedade.

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Panquecas de pêssego




Panquecas para todos: um pequeno almoço delicioso ou um lanche apetitoso!

Receita [para 6 panquecas]:
- 2 ovos
- 2 colheres de sopa de manteiga magra [derretida]
- 6 gotas de essência de baunilha
- 1 pitada de sal fino
- 4 colheres de sopa de farinha de trigo integral
- 1 colheres [sobremesa] de açúcar light (ou equivalente em adoçante)
- 2 pêssegos cortados em cubinhos

Misturar os ovos, 2 colheres de manteiga e a baunilha. À parte misturar o açúcar, a farinha e o sal.
Juntar todos os ingredientes.
Levar ao lume, numa frigideira anti-aderente e em quantidade suficiente para que as panquecas fiquem altas e fofas.

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Trabalhar engorda?

Setembro é, para a grande maioria das pessoas, sinónimo de regresso ao trabalho. Certos estudos defendem que trabalhar engorda, por isso saiba onde se esconde o perigo e fuja das armadilhas que estão à espreita em todos os escritórios.

Quando começa o dia atrasado o que é que esquece imediatamente? O pequeno-almoço. Mas depois chega ao escritório e come um bolo ou uma barra de cereais a correr. Quando ingerimos muito açúcar, o nosso corpo transforma-se num íman para mais açúcar. Resultado, por volta das 11 da manhã já só pensa em comer bolachas ou um chocolate.
O segredo para reduzir o desejo de alimentos calóricos é comer ao pequeno-almoço alimentos ricos em hidratos de carbono complexos mas também proteínas. Comece o dia com uma papa de aveia ou um pão de centeio com um copo de leite magro.


Um período de tempo demasiado prolongado entre o pequeno-almoço e o almoço e entre este e o jantar tem uma consequência nefasta: fome. A sensação de fome atinge níveis inacreditáveis, o que nos leva a comer tudo e mais alguma coisa enquanto não chega a refeição. A ideia das três refeições por dia está completamente ultrapassada: além destas deve comer algo a meio da manhã e da tarde. Comer pouco e muitas vezes é uma forma de acumular energia para longos dias de trabalho.


Fazer alguns intervalos durante o dia de trabalho faz com que sejamos mais produtivos. Mas para muitas pessoas, as pausas são sinónimo de comer e beber. Em vez de se dirigir à máquina dos chocolates, aproveite para conversar com os colegas ou faça um pequeno passeio pelo edifício. E, se estiver na hora do lanche, opte por opções saudáveis. Pense nisto: duas bolachas de chocolate por dia equivalem a 45120 calorias por ano de trabalho, o que equivale a seis quilos de gordura.


Quando passa o dia à secretária, dificilmente gasta a energia necessária. Como conseguir fazer mais exercício? O ideal é praticar desporto logo no início do dia, se possível. Sair da cama ainda mais cedo não é fácil, mas compensa. Dou lhe três boas razões. Primeira: vai sentir se muito bem. Segunda: é mais provável que não falte de manhã do que à tarde. Depois de oito horas de trabalho é fácil arranjar uma desculpa para não ir ao ginásio. Terceira: o exercício ajuda a regular o apetite, o que significa que conseguirá dizer não às gulodices no trabalho.
Bom trabalho!

domingo, 2 de setembro de 2012

Powerfood

Quando o cansaço se instala, há que agir rapidamente. Alguns alimentos ajudam a recuperar a energia, revitalizar o corpo e voltar a sorrir para o mundo.

A pitaia é um dos frutos que dá um boost imediato de energia. Originário da América Central, é um fruto de aspecto estranho que sabe melhor que o kiwi e tem ainda mais vitamina C.
 
As ostras frescas. Experimente comer uma meia dúzia e veja se não se sente logo menos cansado. Isto deve-se ao elevado teor proteico que contêm. Atenção, são afrodisíacas!

Gosto disso!

Tarefa de domingo: passar no facebook e gostar da página do blog.
Ocorreu um erro neste dispositivo