terça-feira, 30 de junho de 2009

Pare de fumar... sem engordar III


A Laura escreveu-me um e-mail, do qual vou transcrever parte:
"... Já tentei deixar de fumar várias vezes e de todas elas desisti porque engordava imenso. Tentava ter imenso cuidado e cheguei a fazer dietas muito restritivas, e mesmo assim os quilinhos a mais chegavam sempre..."



Contrariamente ao que se pensa, a alimentação dos ex-fumadores não deve ser restritiva: deve ser leve, equilibrada, e muito variada, para devolver o prazer e acalmar a sensação de fome. Comer pouco, várias vezes ao dia, de modo a evitar os petiscos entre refeições.
Assim que o seu organismo elimine a nicotina, vai-se manifestar um grande desejo de açúcar. Para o satisfazer escolha uma peça de fruta ou alguns frutos secos, uma salada de fruta ou um iogurte com uma colher de chá de mel.
Um pequeno doce aqui, um chocolate ali... Veja quais os alimentos que come em excesso e reduza. Aquilo que ingere deve ser degustado e não engolido à pressa.

Além de se pensar no que vai para a mesa, também é preciso pensar em exercício físico. Para acalmar pratique Tai-chi, Yoga, dança... mas pratique também um desporto que queime mais calorias: jogging, natação rápida, vá ao ginásio.
Não junte toda a actividade desportiva só ao fim de semana, pois assim retira o seu efeito relaxante.


segunda-feira, 29 de junho de 2009

Pernas, again!


Não gosta de ir ao ginásio, mas sem exercício não há pernas fabulosas! Escolha as escadas em vez do elevador, caminhe em detrimento do carro ou do autocarro. Aproveite as férias por pôr as caminhadas em dia ou, melhor, faça-as na areia molhada: um extra para os músculos.

As pernas, além de suportarem todo o peso corporal, sofrem com a gravidade. Contrarie esta força colocando as pernas 15 cm acima da linha do coração, durante 10 minutos por dia.

domingo, 28 de junho de 2009

Pare de fumar... sem engordar II

Agarre-se ao salva vidas!
Como, por exemplo, às bebidas light porque fazem face a uma vontade imensa de acúcar. Um copo de coca-cola zero é melhor do que um biscoito de chocolate. Particularmente útil na hora do antigo hábito, ou seja, do cigarro.
  • traga sempre consigo doses de adoçantes (para não ter a desculpa que no café do costume nunca há), pastilhas elásticas sem açúcar e rebuçados enriquecidos com vitamina C, B6 e B12, e rebuçados enriquecidos com magnésio, um poderoso e eficaz anti-stresse. À venda em farmácias.
  • escolha alimentos ricos em magnésio, ou tome magnésio em ampolas: para regular as emoções e acalmar.
  • ingira alimentos ricos em vitamina C, para fazer face à carência instalada em nicotina, um super dopante. Um estudo realizado prova que a vitamina C ajuda a lutar contra a dependência do cigarro.

sábado, 27 de junho de 2009

Pare de fumar... sem engordar I

Alguém que deixa de fumar fica com uma pele luminosa, os dentes mais brancos e uma energia que desconhecia ter. O reverso da medalha é que se arrisca (talvez?) a ganhar peso. Segundo as estatísticas uma mulher aumenta em média 3,8 kg e os homens 2,8 kg, nos dois anos seguintes a deixar de fumar.
Iniciar uma dieta rígida será um erros. Adicionar uma dificuldade a outra conduz inequivocamente ao caos. Por outro lado, implementar uma estratégia para alterar os seus hábitos alimentares, permite dar a volta à situação.

Como deixar o (mau) hábito?
Não pense que é mais que óbvio que vai engordar. Pense em si como alguém que não vai engordar mais e não como alguém que tem três dolorosos quilos para perder.
Trabalhe a longo prazo. Uma abstinência é um trabalho árduo e longo e o risco de ganhar peso está sempre vigente. Estabeleça uma meta a longo prazo!
Durante algumas semanas tenha sempre consigo pastilhas elásticas sem açúcar e rebuçados com zero calorias para saborear quando tiver vontade de fumar.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Esparguete com morangos e mascarpone


4 pessoas

400g de esparguete (integral)
250g de morangos
200g de mascarpone light
1 colher de sopa de azeite
30g de parmesão magro ralado
Cebolinho

Cozer o esparguete.
Esmagar com 1 garfo os morangos e o mascarpone, temperar com pimenta e juntar o cebolinho picado. Misturar o esparguete com os morangos. Polvilhar com o parmesão ralado.
E está pronto a servir!

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Alimentos termogénicos


Para fazerem efeito, os alimentos que aumentam o metabolismo devem ser introduzidos com regularidade na alimentação diária.

Pimenta vermelha e pimentões:
: Aumentam a circulação, melhoram a digestão e aumentam a temperatura corporal. 3 a 4 gramas ao dia como tempero de pratos quentes e saladas é capaz de aumentar o metabolismo em 20%.

Gengibre: Aumenta o metabolismo em 20%. O gengibre pode ser consumido cru, para temperar aves e peixes, refogado, em forma de chá ou batido no liquidificador com futas. Deve ser consumido três vezes ao dia.

Ómega 3: Aumenta o metabolismo basal. Elimina o excesso de líquidos e aumenta a energia do organismo. Além disso, funciona como anti-inflamatório, previne e trata doenças cardiovasculares.

Chá Verde: O chá verde e o branco possuem inúmeras propriedades terapêuticas já conhecidas na prevenção de doenças, além de acelerar o funcionamento do metabolismo. Deve ser bebido sem açúcar, várias vezes ao dia.

Canela: Uma grama duas vezes ao dia, na forma de chá, polvilhada em sopas ou polvilhada em frutas como maçã ou banana.



terça-feira, 23 de junho de 2009

São João


A noite de 23 de Junho é a noite de todas as folias! Em muitas cidades é a noite mais alegre do ano, em que multidões de pessoas vêm para a rua festejar o santo que favorece os amores.


Petiscos, churrascos, sardinha no pão e muita folia. Bom S. João!!

Comer gasta energia


A energia que gastamos diariamente depende de vários factores: metabolismo basal, actividade física e efeito térmico dos alimentos.
A termogénese alimentar é responsável por cerca de 10% do gasto total de energia. Sempre que comemos há gasto metabólico efectivo da digestão, absorção e armazenamento dos nutrientes. Há alimentos que fazem aumentar o gasto, porém esses alimentos, por si só, não podem ser encarados como milagrosos.
Gengibre, canela, pimenta vermelha e o chá verde têm esse poder. Além da mostarda, laranja, kiwi, cafeína, brócolos, acelga, couve, espargos, alimentos ricos em ómega-3 (bacalhau, salmão, sardinha, anchova) e o ácido linoleico conjugado (presente na carne de peru, carne bovina e alguns lacticínios).
Estes alimentos devem fazer parte de uma alimentação saudável e equilibrada, e associados à prática de exercício físico (que promove o aumento do metabolismo basal), para que se tenha efeito positivo no processo de emagrecimento. Sozinhos, ou consumidos em excesso, não têm efeito no organismo.

Ocorreu um erro neste dispositivo