domingo, 31 de janeiro de 2010

Mulheres que substituem comida por bebida


A Anorexia alcoólica é um problema que está na ordem do dia devido à personagem Renata da telenovela Viver a Vida- a ser transmitida pela SIC. O papel da actriz Bárbara Paz retrata o poder devastador que uma dupla compulsão pode causar na vida de uma mulher. Renata é uma aspirante a actriz e modelo que não consegue uma oportunidade. A frustração leva-a a comer cada vez menos para se manter magra e a beber mais para se esquecer das portas fechadas.

Tornando-se vítima da anorexia alcoólica: associação da anorexia nervosa (distúrbio alimentar caracterizado por uma rígida e insuficiente dieta alimentar com o intuito de emagrecer), com abuso do álcool. O termo não é reconhecido pela comunidade psiquiátrica portuguesa, mas baseia-se na tradução de drunkroxia, usado nos EUA.

Na anorexia alcoólica há uma associação de dois quadros, de uma doença associada a outra ou a sintomas de outra. O termo anorexia alcoólica é coloquial. É um transtorno alimentar aliado ao alcoolismo.

A anorexia alcoólica é basicamente um problema feminino, pois só atinge um homem por cada dez mulheres atingidas. Abusar do álcool, neste caso, passa a ser duplamente satisfatório, pois torna-se útil para reduzir o apetite e para mudar a visão de realidade. Quem não se lembra da perda excessiva de peso das actrizes Lindsay Lohan, Kirsten Dunst e Eva Mendez? Todas reconheceram que abusavam de álcool.

Ainda não há estudos sobre a anorexia alcoólica em Portugal, mas de acordo com o director clínico do Center for Motivation and Change, EUA, Carrie Wilkens, 30% das mulheres alcoólicas apresentam também algum sintoma de distúrbio alimentar. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), o alcoolismo atinge de 10% a 12% da população mundial.

sábado, 30 de janeiro de 2010

Souflet light de queijo


Ingredientes
6 porções

400ml leite magro
500g queijo fresco magro
3 ovos
1 colher de sobremesa amido de milho (maizena)
1 colher de chá mostarda
sal e salsa picada a gosto
Preparação

Bata na batedeira todos os ingredientes do souflet.
Despeje a mistura numa forma, leve a forno médio, pré-aquecido, aproximadamente uma hora e sirva.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Super metabolismo III

Beba muita água
A água é a componente mais abundante do organismo, constituindo entre 60 a 70% do corpo de um adulto. Embora a sua ingestão não influencie o gasto energético de uma forma directa, participa em muitas outras funções fundamentais ao normal funcionamento do nosso organismo e que podem influenciar o metabolismo. É o caso, por exemplo, da regulação da temperatura corporal, do transporte de nutrientes e da eliminação de resíduos metabólicos. Cada adulto deve ingerir 2 a 3 litros de água por dia. Dois litros em forma de líquidos e o restante através de alimentos, como a fruta e legumes.

Aposte no chá verde
Classificado como um dos melhores antioxidantes, o chá verde funciona como um excelente antídoto contra a presença de toxinas no organismo. A teína exerce um efeito estimulante no nosso sistema nervoso central e pode acelerar um pouco o metabolismo. A utilidade destes alimentos na perda de massa gorda só parece verificar-se quando ocorre, simultaneamente, um programa alimentar saudável e de prática regular de actividade física. O consumo de chá não deve exceder as seis chávenas de chá.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Super Metabolismo II

Aumente o número de refeições

Adopte uma dieta variada e rica em fruta, verduras e legumes. Evite comer muito de cada vez e aumente o número de refeições diárias para 5 ou 6. Fazer pequenas refeições de 3 em 3 horas obriga o metabolismo a funcionar com mais intensidade. Tomar sempre o pequeno-almoço também incentiva o funcionamento metabólico. É que, ao contrário do que se pensa, os hábitos alimentares exercem mais influência no metabolismo do que os factores genéticos. Salvo os casos raros, 1%. em que ocorrem distúrbios genéticos, as razões para a actual prevalência da obesidade são o estilo de vida e o ambiente a que cada indivíduo está exposto.

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Super Metabolismo

A velocidade a que o organismo elimina calorias depende de vários factores, em especial do tamanho e da composição corporal de cada pessoa. Geralmente, os homens, pela sua constituição física, têm mais facilidade em gastar energia que as mulheres, as pessoas mais musculadas consomem mais calorias- mesmo enquanto descansam- do que as obesas e, a partir dos 40 anos, altura em que a massa muscular diminui, o metabolismo abranda. No entanto, 50 a 70% da energia dispendida é gasta para manter as funções vitais do organismo. A par da dieta equilibrada e do exercício físico, outros hábitos podem ajudar a queimar mais calorias.

Pratique exercício físico
Se cada quilo de músculo consome 6 calorias por dia apenas para se suster, enquanto cada quilo de gordura só precisa de duas, manter-se em forma é uma das primeiras regras para garantir um bom processo metabólico. Actividades mais intensas, vigorosas e de maior duração, podem prolongar o gasto energético adicional até 24 horas. Optar por um maior envolvimento na prática de actividades físicas, especialmente as que envolvem grandes massas musculares é uma forma efectiva de aumentar o gasto energético total.

domingo, 24 de janeiro de 2010

Alimento a descobrir


Goiaba
Experimente o sabor agridoce deste fruto proveniente da América do sul.
Porque é saudável
Uma goiaba tem três gramas de fibra e quase o dobro de vitamina C de uma laranja. As goiabas também contêm licopeno, o antioxidante que poderá estar relacionado com a saúde do coração.

Coma assim
A goiaba é um refrescante e nutritivo ingrediente para batidos. Misture meia maça, meia goiaba madura, alguns morangos, meio copo de leite magro e uns cubos de gelo e deixe na máquina de batidos até obter a consistência desejada.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Salada de frutas assadas

Salada de frutas assadas: uma receita rápida, saborosa e pouco calórica ideal para estes dias de frio.

Ingredientes

10 porções

• 1 abacaxi/ananás descascado e cortado em cubos
• 1/2 chávena de chá de água
• 2 colheres de sopa de mel (ou adoçante a gosto)
• 1 maçã descascada e cortada em cubos
• 1 pêra descascada e cortada em cubos
• 1 manga descascada e cortada em cubos
• 2 chávenas de chá de morangos partidos ao meio
• 10 damascos secos cortados em tiras
• Canela em pau a gosto

Modo de fazer

No liquidificador, bata 1/4 do abacaxi com a água e o mel, ou adoçante, até ficar um sumo. Distribua o restante do abacaxi, as outras frutas e a canela num recipiente de ir ao forno. Regue com o sumo. Cubra o recipiente com papel-alumínio. Leve ao forno por 30 minutos.


quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Caril


O improvável caril entrou para a lista de ingredientes com virtudes medicinais, sobretudo o caril mais amarelo, com mais curcuma, uma especiaria da família do açafrão que, descobriu-se agora, tem efeitos anticancerígenos, pode reverter a osteoporose e combater doenças inflamatórias como a artrite reumatóide. Mas convém não exagerar, uma vez por semana chega.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Doença celíaca


A Doença Celíaca é uma intolerância alimentar crónica e permanente a uma proteína, de seu nome, glúten. Com uma componente genética e outra ambiental, sabe-se que os familiares mais próximos têm maior probabilidade de também vir a sofrer da doença. Nesse caso, propomos o rastreio a pais, irmãos e filhos de celíacos com diagnóstico feito. Estima-se que, 0,5% a 1% da população europeia, possa ser celíaca. Em Portugal, estima-se a existência de 5000 a 8000 celíacos diagnosticados. Actualmente, o único tratamento conhecido e eficaz para esta doença passa por uma dieta permanente e rigorosa que exclua o glúten da alimentação. Ainda existe muito o pensamento de que a DC é uma doença exclusiva em idade pediátrica.

Todos os alimentos que contenham, na sua composição, trigo, aveia, centeio e cevada ou seus derivados devem ser abolidos da alimentação diária destas pessoas. A Associação Portuguesa de Celiacos aconselha os sócios a separar os alimentos por nível de perigosidade tal como de um semáforo se tratasse. Assim, os alimentos verdes são os que não apresentam riscos por serem naturalmente isentos de glúten. São exemplo disso, a fruta, o leite, a carne, peixe e os ovos. Os alimentos amarelos são os que apresentam riscos de existência de glúten e, pelas suas características, são os que mais dúvidas suscitam aos celíacos no momento de consumo. Neste grupo, podem ser incluídos todos os alimentos processados de forma industrial, como por exemplo, molhos, produtos pré cozinhados ou ultracongelados, gelatinas, salsichas, gelados.

Por último, temos os alimentos vermelhos, aqueles que são absolutamente proibidos e os que devem ser excluídos da dieta sem glúten, uma vez que provêm dos cereais proibidos. São exemplo deste grupo, produtos de padaria, pastelaria, massas, esparguetes, cerveja, croquetes, folhados, entre outros.

A DC é uma doença crónica. É fundamental seguir uma dieta isenta de glúten Toda a vida.
Os nutricionistas são uma ajuda importante nesta missão.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Truques para uma boa hidratação

Para reforçar a ingestão de líquidos e , assim, aumentar o seu aporte hídrico, tenha em conta as seguintes recomendações:
  • Experimente água aromatizada. Junte limão, menta ou canela, por exemplo.
  • Opte por chás, tisanas e infusões de ervas. Vão hidratar e aconchegar em dias frios.
  • Os sumos de fruta, sem açúcares, são uma boa opção, uma vez que também aumentam o aporte de vitaminas e minerais.
  • Coma sopa de legumes. Pouco calórica, a sopa de legumes fornece vitaminas, minerais e fibras, que saciam e hidratam.
  • Outra boa opção são os leites, leites fermentados e iogurtes. Destes, prefira os magros.
  • A fruta natural contém bastante água. As mais ricas neste elemento são: ameixas, laranja, melancia, melão, meloa, morangos e papaia.

sábado, 16 de janeiro de 2010

Novas curvas de crescimento da OMS

Algumas crianças entre os dois e os cinco anos classificadas com excesso de peso pelas curvas de crescimento usadas em Portugal já seriam consideradas obesas se fossem avaliadas pelos novos critérios da Organização Mundial de Saúde.

Portugal utiliza tabelas de curvas do crescimento - que definem o crescimento do peso e do comprimento/estatura das crianças e adolescentes e constam do boletim dado aos pais logo após o nascimento da criança - que foram consideradas "inadequadas" pela OMS.

Nas novas curvas, há a possibilidade de se monitorizar logo desde o nascimento a evolução do Índice de Massa Corporal (IMC), consensualmente aceite como um excelente índice nutricional para o diagnóstico de excesso de peso e da obesidade.

Em Portugal, esse registo só é possível após os dois anos, embora o período anterior corresponda a uma fase de grande vulnerabilidade à ocorrência de adiposidade excessiva.

Com as actuais curvas, há o risco de serem caracterizadas como portadoras de excesso de peso crianças pré-escolares que já são obesas e como eutróficas (normal estado de nutrição) crianças já portadoras de excesso de peso. A prevenção da obesidade é monitorizada com mais rigor com as novas curvas da OMS.

Um aspecto "determinante" nas novas curvas prende-se com o facto das curvas da OMS terem sido construídas com base na avaliação do estado de nutrição de lactentes alimentados exclusivamente com leite materno nos primeiros quatro a seis meses de vida.

Recordando que o leite materno é reconhecido cientificamente como "o melhor alimento", as crianças com leite materno crescem de modo diferente das que são alimentadas com leite artificial e têm marcadores metabólicos distintos, sobretudo no primeiro ano de vida. Por esta razão, o que faz sentido é usar curvas de crianças que foram alimentadas com leite materno, tal como é preconizado no novo modelo.

As crianças que são alimentadas com leite natural aumentam mais de peso nos primeiros três a quatro meses de vida e depois têm, quando comparadas com as curvas actuais, uma falsa desaceleração. Esta desaceleração pode ser interpretada como devida à baixa produção de leite da mãe, levando a um início precoce da diversificação alimentar ou a uma desnecessária suplementação com leite industrial. E as duas situações associam-se a um maior risco de obesidade.

No artigo da Acta Pediátrica Portuguesa, António Guerra é peremptório: "As novas curvas da OMS são da maior relevância para uma avaliação mais correcta do crescimento e constituem assim um precioso instrumento para a monitorização do estado de saúde e de nutrição do lactente e da criança com implicações a longo prazo no estado de saúde das populações".

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Rolos de peru e legumes


Ingredientes

Para 4 pessoas

250g de feijão verde
2 cebolas
1 alho francês
3 cenouras
4 bifes de peru
1 colher de sopa de azeite
1 colher de café de sal
90g de queijo light ralado
Pimenta q.b.
Salsa picada q.b.
Água q.b.


Preparação

Coloque uma panela ao lume com água e uma pitada de sal.

Prepare o feijão verde, retire-lhe o fio e corte-o em tiras finas.

Quando a água estiver a ferver introduza o feijão verde e deixe cozer durante 10 minutos.

Pré-aqueça o forno e regule-o para os 180 °C.

Lave com água corrente o alho francês, escorra-o muito bem e corte-o em rodelas.

Coloque numa panela a cebola cortada finamente, o azeite, o alho francês, a cenoura já arranjada e cortada as rodelas, e o feijão verde, previamente cozido e escorrido, adicione um copo de água, tape e deixe estufar sobre lume brando até os legumes estarem macios. Tempere com sal e pimenta, moída na altura.

Entretanto espalme os bifes de peru, tempere-os com sal e pimenta e coloque-os, levemente sobreposto, sobre uma folha de papel de alumínio.

Espalhe os legumes preparados sobre a carne e enrole como se fosse uma torta com a ajuda do papel de alumínio.

Feche as extremidades do papel, coloque sobre um tabuleiro e leve ao forno durante cerca de 40 minutos.

Numa tigela misture o queijo ralado e salsa picada, abra o papel de alumínio, barre a superfície do rolo com a mistura preparada e deixe gratinar até ficar dourado.

Sirva acompanhado com uma salada de alface.

Obesidade aumenta doses de antibióticos prescritos

Face a uma taxa de crescimento do número de obesos em Inglaterra, os médicos alertam para a necessidade de terem que prescrever maiores doses de antibióticos para combate às doenças. De acordo com os números britânicos, a dose "tamanho único" pode não ser suficiente para combater as doenças, e aumenta o risco de infecções, por isso será necessário aumentar as doses, avançam alguns médicos à The Lancet.

Um em cada quatro adultos no Reino Unido é considerado obeso - um crescimento de 15% face a 1993.

O número de obesos em Portugal também tem aumentado, pelo que este é um assunto que também por cá deverá estar na ordem do dia.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Ficar em forma


30%
Quantidade de gordura que queima ao fazer exercícios cardiovasculares depois de uma sessão de pesos, contrariando os treinos que apenas contêm exercícios cardiovasculares.

3
Número de sessões de treino por semana necessárias para ganhar músculo e queimar gorduras de forma eficaz. Planifique o seu treino no início da semana para não falhar nenhum treino.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Mastigue isto

Investigadores holandeses descobriram recentemente que colocar grandes quantidades de comida na boca e mastigar pouco pode ser uma das causas do excesso de peso. Neste estudo, as pessoas que mastigaram pedaços grandes de comida durante 3 segundos consumiram 52% mais alimentos antes de se sentirem saciadas comparativamente com quem mastigou pedaços pequenos durante 9 segundos. A razão: ter comida na boca durante mais tempo faz com que se sinta cheio mais depressa, asseguram os cientistas.

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Férias na Neve


Alimentação
Neste tipo de férias, em que muitas horas são passadas a fazer desporto, é fundamental nunca salta refeições. Deve-se comer muitos hidratos de carbono, como massas, pão, arroz, devido aos elevados gastos energéticos. A falta de energia induz o corpo em fadiga, aumentando a probabilidade de acidente. Ao longo do dia, vá fazendo paragens para ingerir pequenos lanches, como barras energéticas e bebidas energéticas. Após a actividade, ingira sopas de massa ou de legumes com batata.

Hidratação
De uma em uma hora, faça pausas para beber água ou bebidas como chá ou chocolate quente (caso não tenha excesso de peso). Embora esteja frio, perdemos muito líquido corporal, porque a actividade física faz elevar a temperatura corporal. A desidratação é também um factor de risco para as lesões musculares, começando pelas cãibras.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Os alimentos mais saciantes

Deste grupo fazem parte alimentos ricos em proteínas, fibras e água. Do lado aposto encontram-se os alimentos ricos em gordura.
Prefira:
Fruta
Vegetais
Peixe
Carne
Feijões
Lentilhas
Ovos
Pão integral
Cereais integrais

domingo, 10 de janeiro de 2010

Uma cozinha mais saudável

  • Evite fritos, guisados e estufados com molhos à base de gorduras e farinhas
  • Cozinhe o peixe e a carne na grelha ou no forno com pouca ou nenhuma gordura
  • Prefira as carnes magras, retire toda a gordura visível e a pele antes de cozinhar
  • Cozinhe na panela de pressão, no microondas ou a vapor
  • Use especiarias, ervas aromáticas e marinadas para reduzir o uso de sal
  • Coza os produtos hortícolas durante pouco tempo: perdem parte do seu valor nutricional. É melhor cozê-las a vapor ou no wok, com pouco azeite.
  • Deixe arrefecer os guisados e estufados para poder retirar a gordura solidificada

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Vinho Tinto melhora desejo sexual feminino


É do senso comum que um copo de vinho à refeição faz bem à saúde. Mas, agora, a teoria é científica e mais específica: dois copos de vinho tinto por dia fazem maravilhas pela vida sexual feminina. A conclusão é de uma equipa de investigadores das universidades de Torino e de Florença, em Itália.

Para os cientistas, os polifenois existentes no vinho tinto são uma das explicações para o fenómeno. Outra hipótese reside nos flavonoides e na sua capacidade de favorecer a vasodilatação.

O estudo envolveu um total de 798 mulheres, divididas em três grupos: o das mulheres que bebiam moderadamente vinho tinto (um a dois copos por dia), o das bebedoras ocasionais (menos de um copo por dia) e o das que não bebiam.

Através de um questionário que mede o Índice da função Sexual Feminina (segundo uma escala aceite internacionalmente, que avalia o desejo sexual, excitação subjectiva, lubrificação, orgasmo, satisfação e dor), os cientistas concluíram que as mulheres do primeiro grupo obtiveram melhor pontuação em relação ao desejo, lubrificação e na função sexual em geral.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

A Dieta da pele

Os frutos e legumes são verdadeiros aliados da juventude e, se os consumir frequentemente, a sua pele irá mostrá-lo. Estes alimentos devem perfazer 43% do total de alimentos ingeridos diariamente. Os legumes, apesar das diferenças na sua composição, têm uma acção antioxidante capaz de reduzir danos celulares, sendo por isso fundamentais para a boa saúde da pele. Por exemplo, os vegetais de folha escura, como a couve portuguesa e galega, espinafres os os brócolos, são dotados de uma grande acção antioxidante.

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Dúvida

"... Detesto brócolos, mas sei que contêm uma substância que ajuda a combater o cancro. Posso substituí-los por outros alimentos?..."


Cara leitora, os vegetais crucíferos, como os brocólos, couve-flor, repolho e couves-de-bruxelas, contêm níveis elevados de químicos activos que, depois de transformados pelo corpo humano, são potentes anti-carcinogénicos, como o sulforafano, muito presente nos brócolos.
Experimente usa-los como ingredientes da sopa, estufados, ou mesmo em arroz.

domingo, 3 de janeiro de 2010

Começar o ano de forma saudável

EXERCÍCIOS
Praticar actividade física ajuda a emagrecer mais rápido e a manter o corpo. Quando você se exercita, desenvolve massa muscular magra e queima gorduras.

COMECE EM JANEIRO
Depois das festas terminarem comece uma re-educação alimentar. O ideal é organizar-se para iniciar o plano alimentar saudável logo no início do mês de Janeiro.

MUDE OS HÁBITOS
Evite fazer as refeições vendo televisão, na frente do computador ou em pé. Concentre-se nos alimentos que você está comendo para não exagerar.

MASTIGUE BEM
Observe: quem está acima do peso costuma comer rápido. Isso prejudica a digestão, que começa na boca, e a saciedade. O ideal é mastigar, no mínimo, dez vezes antes de engolir a comida.

sábado, 2 de janeiro de 2010

Dica para recuperar dos excessos

Preocupada por ter comido demais durante as festas e repetir o mesmo erro no próximo almoço? Em vez de se martirizar, corra para o ginásio. Um estudo publicado no “Journal of Lipid Research” afirma que 45 minutos de exercícios, três horas depois de comer um prato calórico, elimina mais gordura abdominal do que quando se faz exercício de estômago vazio.
Ocorreu um erro neste dispositivo