domingo, 17 de maio de 2009

Aipo, o forte


A disseminação do aipo na cozinha portuguesa deixa um pouco a desejar. Ainda assim, os benefícios são vários. Desde a redução da tensão arterial à prisão de ventre, problemas do fígado, bexiga ou disfunções menstruais. É também fortemente vitaminado (vit. A, B, C) e contém sódio, ferro, potássio, magnésio, fósforo e cálcio. Por último, o aipo é rico em glutationa, que ajuda a neutralizar os radicais livres. É por isso quase impensável que gregos e romanos o utilizassem apenas como planta decorativa. E nós? Estamos à espera de quê? Nem que seja um suminho...

2 comentários:

angelasoeiro disse...

E que tipo de pratos podemos confecionar com Aipo? Só conheço os sumos no ginásio

Ana Ribeiro disse...

Ângela,
o aipo pode ser ingrediente para a sopa, em estufados ou guisados. Vou procurar nas minhas receitas algumas que contenham aipo e depois colocarei aqui no blogue.

Ocorreu um erro neste dispositivo