quarta-feira, 15 de julho de 2009

O peso da imagem

O “Em reportagem” desta quarta-feira é sobre a procura do corpo perfeito. “Corpo fatal” fala de pessoas que começam a cometer excessos, como o recurso a dietas rigorosas ou o consumo descontrolado de chás. No programa da RTP1, conta-se ainda o caso de uma mulher que já injectou silicone industrial no corpo para tentar ficar mais bonita. Esta substância é utilizada na limpeza de aviões, automóveis e azulejos.

O trabalho é assinado por Mafalda Gameiro, com imagem de João Martins, edição de imagem de Paula Meira e produção de Amélia Gomes Ferreira.


O que pensa destas loucuras cometidas para se atingir a imagem perfeita... mesmo que para isso se coloque a saúde e a vida em risco?

5 comentários:

Paula Silva disse...

É incrível pensar que produtos ditos naturais podem fazer tão mal à saúde. Nunca pensei que havia risco de ter hepatite pela ingestão de chás e comprimidos...
Vou deixar de querer milagres.

Obrigada pelas suas dicas de alimentação saudável. Aprender a comer é mesmo a solução.

Verdinha disse...

queria tanto ver e esqueci-me :S

Verdinha disse...

fui ao site da rtp e p mha sorte está la o video da reportagem, mas mal comecei a ver e ja desgostei do tom da moça que ta a medir a monica, "a monica ta com 70 cm de barriga" disse aquilo de uma maneira que parecia que a mulher tava obesa :S
nao se diz essas coisas assim a alguem k ja sofreu de anorexia.. digo eu na minha humilde opiniao.. mas vou calar me e ver o resto da reportagem. LOOOL

Mary disse...

:( eu não vi, gostaria de ter visto... achoq ue vou investigar no site da RTP1 a ver se ainda encontro algo por lá... mas se algum leitor tiver conheceimento agradecia imenso se me pudessem ceder o link

Agora uma pergunta pessoal Drª... a nível de cereais ao pequeno almoço, quais são aqueles que podemos comer sem ficarmos com a consciencia de que nos vão fazer engordar?

Ana Ribeiro disse...

Mary, pode encontrar a reportagem de ontem neste endereço:
http://ww1.rtp.pt/blogs/programas/emreportagem/

Aconselho a ver.

A Verdinha tem razão quando refere que a forma como as medidas foram ditas pode não ser a melhor. Mas cada caso é um caso, e há pacientes que precisam de alguma rigidez para cumprirem os planos instituídos. Vamos acreditar que é o caso da Mónica Cintra.

Ocorreu um erro neste dispositivo