segunda-feira, 25 de junho de 2012

O bronzeado começa no prato



Alimentos coloridos

Frutas e vegetais alaranjados, como cenoura, abóbora e papaia, e folhas verde-escuras, como rúcula e espinafre, são ricos em beta caroteno. Eles têm a capacidade de absorver a radiação ultravioleta, minimizando danos no DNA, aumentar a pigmentação (factor de protecção) e reduzir a formação de radicais livres. O tomate e a melancia também são ricos em licopeno, o responsável pela cor vermelha dos alimentos e ligado à maior protecção contra os raios ultravioleta. Nas frutas e nos vegetais, a vitamina C regenera a estrutura das fibras de colagénio.

Grãos

São ricos em vitamina E, selênio e zinco. Os primeiros itens fortalecem o sistema imunológico, combatem a formação de radicais livres e ainda agem como anti-inflamatórios. Brócolos, cogumelos, couve, cebola e alho actuam nessa mesma protecção. Já o zinco melhora a hidratação, mantém a elasticidade, e tem efeito antioxidante em sinergia com o selénio.

Peixes

Todos os tipos contêm vitamina E, selênio e zinco. A sardinha ainda oferece a coenzima Q10, que diminui a produção de radicais livres e ajuda na regeneração celular.

Chá verde

Pesquisas indicam que consumir duas ou mais chávenas de chá verde por dia torna as pessoas mais protegidas contra o cancro de pele do que quem não consome a bebida. Os polifenóis, que protegem de uma exposição solar moderada, também ajudam na redução de eritema (vermelhidão).

3 comentários:

compassionatecuisine disse...

Gostei deste artigo :) Não tinha conhecimento dos benefícios do chá verde na prevenção do cancro da pele, mas ainda bem que o bebo regularmente

Ana Lu disse...

E o tomate? Lembro-me de ouvir em qq sitio que ajuda na regeneração da pele, se não me engano! É verdade?

Ana Ribeiro disse...

O tomate, devido ao licopeno, é um bom aliado da pele.

Ocorreu um erro neste dispositivo