quarta-feira, 6 de junho de 2012

Cozinhar desenvolve inteligência

Desde que aprendeu a cozinhar, ao longo de toda a sua evolução, o Homem fez desenvolver o cérebro em, pelo menos, 20%. Esta conclusão é de um estudo de diversos cientistas de Harvard e Alabama (EUA) e de Liverpool (Reino Unido).

Comer alimentos cozinhados tornou a digestão mais rápida, fazendo com que o intestino fosse ficando menor. Em consequência, a energia desenvolveu-se noutros órgãos: o cérebro humano cresceu e a inteligência aumentou.

Cozinhar, diz a investigação, elimina algumas células da comida, permitindo que o estômago faça um esforço menor para decompor a comida nos nutrientes necessários ao corpo humano. "Libertou-se energia que pode ser usada para desenvolver a inteligência. Um cérebro maior significa um intestino mais pequeno", explica Peter Wheeler, professor da Liverpool John Moores University.

Sem comentários:

Ocorreu um erro neste dispositivo