quarta-feira, 7 de abril de 2010

Valores europeus de referência para ingestão de nutrientes são definidos pela European Food Safety Autorithy (EFSA)




O painel da EFSA sobre produtos dietéticos, nutrição e alergias, estabeleceu valores de referência para a ingestão de hidratos de carbono, fibras alimentares, gordura e água.
Este painel foi sugerido pela Comissão Europeia, que solicitou a actualização do conselho europeu nesta área, tendo em conta os novos dados científicos e as recentes recomendações a nível nacional e internacional.

As principais conclusões deste painel foram que:

· a ingestão de hidratos de carbono totais deve variar entre 45 a 60% do consumo total de energia diária, tanto para adultos e crianças;
· o consumo diário de 25 g de fibra alimentar é adequado, em adultos, para a função intestinal e apresenta outros benefícios como a redução do risco de doença cardíaca, diabetes tipo 2 e a manutenção do peso;

  • a ingestão de gorduras deve variar entre 20 a 35% do consumo total de energia, com valores diferentes para lactentes e crianças jovens, tendo em conta as suas necessidades específicas de desenvolvimento;

    · a ingestão diária de água deve ser de 2,0 litros para as mulheres e 2,5 litros para homens;
    · a ingestão diária de 250 mg de ácidos gordos ómega-3 nos adultos pode reduzir o risco de doença coronária;
    · existem evidências de que o consumo frequente de alimentos ricos em açúcares simples, aumenta o risco de cárie dentária e que o consumo elevado de açúcares, na forma de bebidas açucaradas está relacionado com o aumento de peso. No entanto, não foram encontradas evidências suficientes, para definir um limite máximo de ingestão de açúcares, tendo em conta que os seus possíveis efeitos na saúde estão relacionados principalmente com os padrões de consumo alimentar e não com o consumo total dos açúcares em si;
    · não existem evidências conclusivas da influência do índice glicémico e carga glicémica na mautenção do peso e na prevenção de doenças relacionadas com a obesidade;
    · existem importantes evidências que referem que o consumo elevado de gorduras saturadas e gorduras trans condiciona o aumento dos níveis de colesterol no sangue e contribui para o desenvolvimento de doenças coronárias. Limitar a ingestão de gorduras saturadas e trans, com substituição por gorduras mono e poli-insaturadas é uma medida que deve ser implementada em políticas nutricionais;

    Este parecer, revela-se importante por fornecer uma base de evidências para sustentação de políticas nutricionais, fixação de objectivos relacionados com a saúde pública, para apoio de programas de educação alimentar e informação ao próprio consumidor. De referir que está planeada para breve a elaboração de outros pareceres, relacionados com os valores diários de referência para vitaminas e minerais.

Sem comentários:

Ocorreu um erro neste dispositivo