quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Obesidade Pediátrica


A obesidade pediátrica tem aumentado em Portugal duma forma dramática nas últimas décadas, com consequências na saúde das crianças e adolescentes. A prevalência desta doença crónica é tão elevada que a Organização Mundial de Saúde já a considera a epidemia do séc. XXI.

Cerca de trinta por cento dos jovens com excesso de peso correm o risco de se tornarem adultos obesos, com os consequentes problemas de saúde.


Principais problemas de saúde

  • Diabetes tipo 2
  • Tensão arterial elevada
  • Dislipidemias (LDL e TG elevados) / Aterosclerose
  • Problemas osteoarticulares
  • Complicações digestivas (esteatose hepática, refluxo gastro-esofágico)
  • Problemas de pele e tecido conjuntivo (estrias, acantose, úlceras cutâneas)
  • Depressão e baixa auto-estima
  • Problemas respiratórios (hipoventilação, apneia do sono)
  • Risco associado a aumento de prevalência de cancro
  • ...

1 comentário:

João Sousa disse...

É assustador observar o número crescente de crianças e jovens com excesso de peso. Acho que deviam ser tomadas medidas a nível governativo para se tratar este problema.

Ocorreu um erro neste dispositivo