quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Pão menos salgado

Comer pão em Portugal vai ser mais saudável a partir de hoje com a entrada em vigor da nova lei que obriga a uma menor quantidade de sal no pão vendido em Portugal.

A nova lei define um teor máximo de 1,4 gramas de sal por 100 gramas de pão e obriga a que os rótulos das embalagens de alimentos pré-embalados prestem informação sobre a quantidade relativa e absoluta de sal na embalagem por percentagem do produto e por porção/dose.

Recorde-se que Portugal consome o dobro do sal que é recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), cada português consome em média 12 gramas de sal por dia quando a OMS recomenda um máximo de seis, uma situação que a Sociedade Portuguesa de Hipertensão acredita que será alterada com esta lei.

1 comentário:

Rosa Dias disse...

Porque em vez de "demonizar" o sal no pão não fazem uma campanha contra as comidas processadas, essas sim cheias de desnecessário sal. Nunca se perguntaram porque é que as bolachas de chocolate têm sal? E o queijo? E os frutos secos? E todo o tipo de biscoitos... Não está provada a causalidade entre consumo de sal e AVCs, nem do consumo de sal e desenvolvimento de hipertensão. O que se sabe é que hipertensos não devem consumir sal porque piora a condição. A partir dessse momento é vida sem sal. Existe uma industria de sal tradicional em Portugal (recolhido à mão), durante muitos anos em risco de desaparecer, e que produz sal com apenas 90% de NaCl, ao contrário dos 99,9% de NaCl existentes no sal industrial. Se em vez de "demonizar" o sal, ensinassem as pessoas a escolher o sal que compram ficavam todos a ganhar: os consumidores, os produtores, e a sociedade portuguesa de hipertensão. Obrigada pela oportunidade de comentar. Rosa Dias - produtora de sal tradicional de Castro Marim

Ocorreu um erro neste dispositivo